Mesmo desfalcado de Rodrigo Tabata e Paulo Baier – seus principais jogadores -, o Goiás bateu por 2 a 1 o Brasiliense, nesta sexta-feira. Esta vitória serviu para reforçar a boa campanha dos goianos, que estão na vice-liderança com 60 pontos, a apenas três do Corinthians. Já para o time do Distrito Federal, a situação não poderia ser pior: último colocado (22.º) na classificação, com 32 pontos.

Agora, o Goiás volta a jogar na terça-feira (25) contra o Inter (RS), no Serra Dourada, em Goiânia, enquanto que o Brasiliense pega o São Paulo, na próxima quinta-feira (27), na capital paulista.

No primeiro tempo o Goiás saiu jogando no ataque mas perdeu muitas chances de marcar. Em seus melhores momentos perdeu boas chances, como aos 3 minutos com Cléber e aos 14 minutos com Roni. O alviverde poderia até sair para a etapa final com vantagem. Mas deixou espaços e o Brasiliense equilibrou as ações, tendo boas chances de reverter a maior qualidade técnica do adversário. Mas seus atacantes Igor, aos 7 minutos, e Wellington Dias aos 11 e aos 26 minutos, desperdiçaram as melhores jogadas.

No segundo tempo, o que o Goiás não fez em 45 minutos conseguiu em menos de um minuto. Souza aproveitou lançamento de Rafael Dias para acertar o canto direito de Eduardo e, de cabeça marcar 1 a 0. A maior força e velocidade do Goiás resultaram no segundo gol, aos 26 minutos, quando o zagueiro Júlio Santos subiu bem e aproveitou de cabeça a cobrança de escanteio.

Como o jogo ficou fácil, a defesa do Goiás vacilou. E Dill aproveitou o buraco na zaga para diminuir para 2 a 1, aos 32 minutos.

FICHA TÉCNICA

BRASILIENSE 1 X 2 GOIÁS

GOLS – Souza a 1, Júlio Santos aos 26 e Dill aos 32 minutos do segundo tempo.

BRASILIENSE – Eduardo; André Luiz, Jairo (Dill), André Turatto e Márcio Careca; Deda, Pituca, Vampeta e Wellington Dias; Oseas (Reinaldo Aleluia) e Igor (Tiano). Técnico: Joel Santana.

GOIÁS – Harlei; Rafael Dias, André Leone, Júlio Santos e Jadílson; Cléber, Cléber Gaúcho, Danilo Portugal, e Jorge Mutt (Tiago); Roni (Juliano) e Souza (Dodô). Técnico: Geninho.

JUIZ – Washington José Alves de Souza (AM).

CARTÃO AMARELO – André Turatto, Jadilson, Deda, Cléber Gaúcho, Pituca, André Leone, Souza, Rafael Dias e Danilo Portugal.

RENDA E PÚBLICO – Não divulgados.

LOCAL – Estádio Boca do Jacaré, em Taguatinga (DF).