Mesmo sem jogar bem, o Goiás voltou a sentir o gosto da vitória ao bater o Figueirense por 2 a 1 neste domingo (2) no Serra Dourada (GO), resultado que reabilita a equipe no Brasileirão. E, pelo menos por enquanto, o alviverde pula da 11ª para a 8ª posição, pela vitória em casa e uma combinação de resultados. Já o Figueirense permanece em 14º no campeonato.

Agora, na próxima rodada, o Goiás recebe o Atlético-PR, na quarta-feira, no Serra Dourada, enquanto o Figueirense pega o Flamengo, no Maracanã (RJ).

No primeiro tempo, o Goiás mostrou que, dentro de casa, é um papão. Só perdeu uma das 10 partidas disputadas. Mas fora de casa, o Goiás vive um drama ao somar sete derrotas consecutivas.

O Figueirense subiu e, logo aos 5 minutos, Felipe Santana chutou pra fora, após receber lançamento de Léo e ficar cara a cara com o goleiro Harlei.

Perdeu a que seria a melhor chance de o Figueirense marcar.

A resposta do alviverde veio aos 11 minutos. Paulo Baier acertou a trave de Wilson, a bola voltou, mas Cristiano chutou o rebote alto, para fora. Aos 23 minutos, em cruzamento de Paulo Baier, o zagueiro Ernando perdeu um gol fácil ao cabecear para fora. Mas, de tanto insistir, o Goiás fez 1 a 0 aos 29 minutos, com Leonardo aproveitando de cabeça um novo cruzamento de Baier.

No segundo tempo, Goiás e Figueirense mantiveram o ritmo lento, a ausência de jogadas de efeito e muita distância da técnica. Mesmo assim, o Figueirense conseguiu se sobressair por arriscar mais e acabou sendo beneficiado. Aos 21 minutos, Jean Carlos empatou, aproveitando uma bola que foi desviada pela zaga alviverde após cobrança de falta.

Porém, a alegria durou pouco. Paulo Baier comandou a reação e desempatou (2 a 1), aos 28 minutos, em cobrança de falta. A bola ainda resvalou na trave e nas costas do goleiro, sem chances para Wilson. O resultado aumenta a tensão sobre o Figueirense, com 28 pontos, mas com apenas uma vitória nos últimos nove jogos.