A Espanha aproveitou o confronto diante do frágil Taiti para descansar os titulares e, mesmo com os reservas, impor uma goleada histórica. O 10 a 0 desta quinta-feira, no Maracanã, pela segunda rodada da Copa das Confederações, também serviu para dar ritmo a jogadores que vinham atuando menos, como Fernando Torres, que marcou quatro vezes e foi eleito pelos torcedores o melhor jogador da partida.

Apesar de todos esperarem uma goleada, o próprio Torres admitiu que dez gols era mais do que os espanhóis imaginavam. “Foi mais do que tínhamos sonhado, mas realmente merecemos esta vitória”, declarou. “Ninguém faltou com respeito em nenhum momento, tentamos jogar bem e isso é muito importante para a próxima fase.”

 

Torres ressaltou o fato de a Espanha não ter tirado o pé em nenhum momento, mesmo com a goleada já desenhada diante do fraco adversário, que tem em seu elenco apenas um jogador profissional, o atacante Vahirua. Por outro lado, o atacante também elogiou a postura do Taiti, que não apelou em nenhum momento para a violência.

 

“Temos experiência de que muitos times menores às vezes tentam perturbar o jogo, ser agressivo, mas isso não aconteceu aqui”, comentou. “O Taiti é um claro exemplo de equipe que quer jogar futebol”, completou o atacante, agora artilheiro da competição, com quatro gols.