A Espanha escalou um time reserva para enfrentar, neste sábado, uma espécie de time Z da seleção do mundo, a pouco conhecida Guiné Equatorial. Contra uma equipe que tinha apenas um guineense, os espanhóis entraram em campo com Xabi Alonso e Mata como únicos jogadores de renome e venceu apertado, por 2 a 1.

Acostumada a dar passaporte a jogadores de quinto escalão, a seleção africana entrou em campo em Malabo, sua capital, com um goleiro brasileiro, um colombiano, um marfinense, dois camaroneses e cinco espanhóis. Do outro lado, uma equipe reserva escalada por Vicente Del Bosque: Reina; Juanfran, Bartra, Iñigo Martínez e Alberto Moreno; Xabi Alonso, Jesus Navas, Cazorla e Koke; Negredo e Mata.

Carzola abriu o placar aos 13 minutos, aproveitando falha de Danilo, goleiro que foi reserva do Serra Talhada no Campeonato Pernambucano. A equipe da casa empatou com Jimmy Bermúdez, colombiano da LDU de Loja (Equador), de cabeça, após cobrança de escanteio.

Ainda no primeiro tempo, Jesus Navas cruzou da direita, Danilo saiu novamente mal do gol, e Juanfran, do Atlético de Madrid, fez na sobra o seu primeiro gol pela Espanha. Na terça os campeões do mundo jogam novamente na África, desta vez na África do Sul, contra a seleção da casa.