Se o ataque do Corinthians não está funcionando como a torcida gostaria, a defesa tem mostrado uma segurança acima da média. Neste domingo, entretanto, a melhor defesa do Brasileirão, com apenas nove gols tomados, lamentou o vacilo no final da partida que custou a vitória contra o Coritiba.

“Precisamos manter a atenção no final, estávamos controlando bem o jogo. A desatenção nos custou o gol, mas isso serve de aprendizado para nós”, disse o goleiro Cássio, que retornou de lesão justamente neste domingo, quando o time corintiano empatou por 1 a 1 com o Coritiba e fechou a 15ª rodada do Brasileirão na vice-liderança, dois pontos atrás do líder Atlético-MG.

Ao todo foram cinco jogos sem tomar gol (contra Atlético-MG, Flamengo, Atlético-PR, Goiás, Ponte Preta). A defesa alvinegra não era vazada desde o dia 27 de junho, quando venceu o Figueirense por 2 a 1, no Itaquerão.

“Merecíamos a vitória, mas pecamos no final e saímos com o empate”, lamentou o goleiro. “Estamos lá na frente e vamos procurar nos manter assim para não perder contato com o líder”, completou.

Na próxima rodada, nesta quarta-feira, o Corinthians receberá o desesperado Vasco, às 22 horas, no Itaquerão, no mesmo dia e horário em que o líder Atlético-MG terá pela frente o São Paulo, no Mineirão, em Belo Horizonte.