A Uefa revelou nesta sexta-feira que cobrará explicações do goleiro do Barcelona José Pinto por uma suposta conduta inapropriada. O jogador teria assoviado para enganar o atacante brasileiro César Santin, do Copenhague, na partida da última quarta-feira, pela Liga dos Campeões da Europa. Com isso, o atacante parou o lance achando que o juiz havia apitado impedimento.

A entidade afirmou que irá abrir um inquérito disciplinar contra Pinto, após uma reclamação formal feira pelo clube dinamarquês, que afirmou que “se coloca distante do episódio, que é contra os princípios do fair play e respeito pelo jogo e pelo oponente”.

De acordo com as regras da Uefa, uma ação deve ser tomada se o jogador “violar as regras básicas de conduta decente”, mesmo que o ocorrido seja ignorado pelo árbitro, como aconteceu neste episódio.

O goleiro espanhol deve ser ouvido na próxima quinta-feira. Se for considerado culpado por agir “com a óbvia intenção de provocar um erro da arbitragem”, ele deverá ser suspenso por no mínimo dois jogos.