O ministro do Esporte da Rússia, Vitaly Mutko, garantiu nesta segunda-feira que o governo vai promover as reformas exigidas pela Agência Mundial Antidoping (Wada, na sigla em inglês) no laboratório credenciado no país para fazer os exames. As melhorias são urgentes, uma vez que o local receberá os testes para controle de doping dos atletas durante a disputa dos Jogos Olímpicos de Inverno na cidade russa de Sochi, em fevereiro.

No domingo, a Wada anunciou a suspensão provisória do laboratório russo, condicionando a liberação ao aperfeiçoamento das operações da instituição até o dia 1º de dezembro. Se não houver melhorias, o local pode ser suspenso por mais seis meses, o que impediria a sua utilização nos Jogos de Inverno de Sochi.

Mas o governo russo tratou de mostrar tranquilidade diante da suspensão provisória do laboratório, onde está a prevista a análise de 2.500 amostras durante os Jogos de Inverno. “É claro que as recomendações da Wada serão implementadas. Não há nenhum problema”, garantiu o ministro Vitaly Mutko.

No Brasil, o Ladetec, no Rio, foi descredenciado em agosto por causa de “repetidas falhas”. Como era o único laboratório avalizado pela Wada no País, a medida vai obrigar a Fifa a levar as amostras para análise na Suíça durante a Copa de 2014. Enquanto isso, o governo brasileiro trabalha para reformar o local a tempo de ser liberado novamente para os Jogos Olímpicos de 2016.