Embora contando com apenas cinco competidores, pois apenas um da parelha cinco será apresentado, o Grande Prêmio Independência promete movimentada decisão. Dioríssimo de Dior e Gueriguéri, ambos sob os cuidados de Márcio Gusso, prometem difícil decisão.

Gueriguéri, que venceu em suas duas apresentações, pode fazer valer seu maior aguerrimento, mas Dioríssimo de Dior, que volta depois de duas vitórias consecutivas, em Cidade Jardim, também atuará com muita chance. Entre os demais, consideramos Bico Blanco, que este ano ganhou duas em São Paulo, o maior rival das duas forças.

Provas complementares

Pacaccio, vindo de segundo para Trampolino, e Príncipe Dodge, que vem de três vitórias, sendo duas na Gávea e uma aqui derrotando, Festividade Máxima por mais de quarto corpos, são as forças da prova de abertura. A dupla é indicação mais segura, figurando os demais com menos chance.

Três merecem destaque na segunda prova: Dom Dot e Aguillera, que chegaram empatados na segunda colocação, numa prova vencida por Expresso, e a estreante L?Azzura, que correu três vezes na Gávea, com uma vitória, também atuarão com muita chance.

Entre os oito animais inscritos no terceiro páreo, sete são estreantes, enquanto Especialista correu pouco em suas duas apresentações. É muito arriscada qualquer indicação. Vamos indicar como forças Us Mir, Ombreatto e as parelhas Ninja/Tour D?Argent e Bellange/La Hebra, num mesmo plano.

O quarto páreo figura com seis potros de dois anos de idade. Entre os que já correram, Joly Dodge é destaque, enquanto Pappy Famous, que chegou colocado as duas vezes em que correu, é perigoso, mas fala-se muito no estreante Poker Prince e na parelha La Hebra/Bellange.

Fort Bird, mesmo vindo de um período de recuperação, deve fazer valer sua categoria no Prêmio Wenceslau GlaserJunior/Wenceslau Glaser Neto, figurando  Quarter Gipsy e Expresso, que estão mais aguerridos, como grandes rivais.

O sétimo páreo contará com a participação de sete produtos de três anos, figurando Utilitário como provável favorito porque vem de bom segundo para Ucraniano. Os estreantes El Veloci, Jovi Joy podem ser as diferenças.

A oitava, prova reservada para animais de três anos, promete difícil decisão porque todos já correram e nenhum deles chegou a figurar bem, sendo todos desprezados nas apostas. Uma verdadeira loteria. Vamos indicar nestas primeiras considerações Ubermodel, Timbros e Littles Kids como forças.

Pérola Preta, bem credenciada pelas duas primeiras apresentações, atuará com muita chance de vitória, na nona prova, figurando como diferenças as estreantes Riponga e Querência Alegre.

Dabrowska atuará com muita chance na penúltima prova, mas terá de correr muito para ganhar de Quarteto Escuro e Renitente, que também estão bem credenciados para este compromisso.

A reunião será encerrada com uma prova de difícil prognóstico. Nestas primeiras considerações vamos indicar como forças Hija de Bagé, Empinado Corazon e Itabirito.