Foto: Allan Costa Pinto
A Prova Especial Ubaldo Siqueira marcou fácil vitória de Ungaro di Glory, que recebeu a direção de Antonio Queiroz, apresentado em boa forma por Márcio Ferreira Gusso.

A Prova Especial Ubaldo Siqueira, corrida mais importante da primeira reunião da temporada 2008, realizada sexta-feira, foi vencida por Ungaro di Glory que surpreendeu os favoritos.

Fogonaroupa e Fort Bird brigaram pela ponta, mas no final prevaleceu Ungaro di Glory que, em forte atropelada ganhou fácil, por mais de cinco corpos de Fogonaroupa, com Fort Bird na posição imediata, assinalando 2?08?6 para os 2.000 metros.

Ungaro di Glory, um filho de Torrential e Hors Ligne, de criação e propriedade do Haras Curitibano, foi apresentado por Márcio Ferreira Gusso, recebendo precisa direção de Antonio Queiroz.

Provas complementares

Quake Gipsy confirmou na prova de abertura vencendo de ponta a ponta, com Miss Champ na formação da dupla, chegando Luzes da Ribalta na posição imediata. O vencedor, apresentado por Antenor Menegolo Neto, defendeu a farda do Stud TTF, recebendo a direção de Fábio Stinghen.

El Bonete estreou vencendo em sensacional atropelada o segundo páreo. Renitente e Espinado Corazon brigaram pela ponta, enquanto Le Exclusive chegou a dar impressão de vitória, mas no final foi dominado por El Bonete, com Espinado Corazon na terceira colocação.

Mount Fuji, do Haras Clemente Moletta, apresentado por Gladston Figueiredo Santos e dirigido com tranquilidade por João Moreira, venceu o terceiro. Firmando-se na ponta na entrada da reta, seguindo fácil até o final, ganhou de Tarantina Say.

Taverne, na quarta prova, marcou a segunda vitória de João Moreira. Depois de brigar com Di Trevi firmou-se na ponta e, muito fácil seguiu até o final, com Hic na posição imediata. Taverne, do Stud Rafaela, foi apresentada por Carlos Pereira Gusso.

Sorrentino confirmou seu favoritismo na quinta prova. Depois de brigar com Jobi firmou-se na ponta e, muito firme seguiu até o final, marcando a terceira vitória de João Moreira, sob os cuidados de Luiz Roberto Feltran, defendendo a farda de José Cid Campelo Filho e Carlos Roberto Fernandes. Verbiden conseguiu bom segundo.

A sexta prova foi vencida por Bannister. Diversos animais brigaram pela ponta na primeira parte do percurso, entre os quais John Fighter, que chegou a dar impressão de vitória, mas no final prevaleceu Bannister derrotando Johny Fighter e Nominato, que terminaram nas posições imediatas. O vencedor, do Stud Apela, treinado por Pedro Nickel Filho, recebeu precisa direção de Jair Gulart.

Boêmio venceu o oitavo páreo. Senior di Job correu na ponta, mas no final prevaleceu Boêmio com Dá-lhe Rio Bravo na formação da dupla, chegando a seguir Senior di Job. Boêmio, de propriedade de Eloi José Quege, preparado por Valmor Fagundes, recebeu a direção de Roberto Coral.

Scotch, figurando com destaque desde o início, embora prejudicado por Poker Prince, que derrubou seu piloto após a partida, conseguiu boa vitória de ponta a ponta, defendendo a farda do Stud Melão, preparado por Márcio Gusso e dirigido por José Rosa.

João Moreira obteve sua quarta vitória com Soviet, que foi ameaçado no final da curva, mas quando exigido destacou-se para ganhar com autoridade de Little Kids. O vencedor, de Gilberto Luiz Koppe, foi apresentado por Gladston Figueiredo Santos.

Una Legitima, do Haras dos Girassóis, preparada por Gladston Figueiredo Santos, venceu a prova de encerramento, marcando a quarta vitória de João Moreira. Bagatelle formou a dupla, com Tigre Branco na posição imediata.

Gritona, do Stud Rafaela, surpreendeu na prova de encerramento, derrotando Findlander?s e Conde Mineral, que também figuravam entre os azares. O vencedor, apresentado por Sergio Loezer, recebeu a direção de Fabio Stinghen.