Porto Alegre – Com uma atuação digna de campeão, o Grêmio arrasou o Juventude no Olímpico, ontem, e conquistou o bicampeonato Gaúcho. Com gols de Tcheco (2), Diego Souza e Lúcio, o Tricolor venceu o time da serra gaúcha por 4 a 1. O jovem atacante Gabriel, de 17 anos, descontou.

No primeiro tempo, o Juventude parecia que seria um adversário difícil de ser batido. Mesmo sofrendo com os sucessivos ataques do time da casa, a equipe de Ivo Wortmann levava perigo ao gol gremista.

Na etapa complementar, no entanto, os atletas de Mano Menezes sobraram em campo. Mais do que a conquista do título, a vitória eleva o moral dos atletas gremistas para a batalha da próxima quarta-feira, contra o São Paulo, pelas oitavas-de-final da Libertadores.

Com maior volume de jogo, o Grêmio chegava com facilidade ao ataque. Numa virada de jogo rápida, aos 15 minutos, Tcheco dominou na entrada da área e bateu com violência no ângulo. Foi o décimo gol do capitão gremista no campeonato.

Disposição

No segundo tempo, o Tricolor voltou com muito mais disposição. Aos três minutos, Gavilán cruzou, André saiu mal e espalmou para frente. Diego Souza dominou e chutou de meia bicicleta para marcar um golaço.

Muito superior ao adversário, o Grêmio marcaria o terceiro com Tcheco. Numa saída rápida, o capitão gremista recebeu na área, driblou André e tocou com categoria para o fundo das redes.

Em mais uma saída veloz, Lúcio disparou pela esquerda e, ao invés de cruzar, bateu quase sem ângulo para marcar o quarto gol do Grêmio.

Aos 32, Radamés cobrou falta na barreira. A bola ganhou altura e o garoto Gabriel subiu mais alto do que a zaga e cabeceou no canto de Saja.