O Grêmio venceu o Atlético Goianiense por 2 a 0 nesta quarta-feira, no Olímpico, na primeira rodada do returno do Campeonato Brasileiro. O resultado deixou o time gaúcho com 23 pontos, pela terceira rodada consecutiva fora da zona de rebaixamento, enquanto que o rival permanece estacionado com 17 pontos e a cada dia mais ameaçado de voltar para a série B.

Apesar da vitória, o futebol do Grêmio não convenceu os quase 23 mil torcedores que foram ao Olímpico apoiar o time. O time tricolor largou na frente aos 7 minutos, numa cobrança de falta ensaiada finalizada por Douglas com um chute certeiro, sem chance para o goleiro Márcio.

O gol e o domínio territorial do primeiro tempo davam a impressão de que tudo seria fácil para o Grêmio. Enquanto atacava, o time criava e perdia oportunidades. No início do segundo tempo, Jonas cobrou mal um pênalti e Márcio defendeu. Poucos minutos depois chegou a driblar o goleiro, mas chutou para fora.

Aos 8 minutos, o técnico da equipe goiana, René Simões, substituiu o volante Agenor pelo atacante Robston. O Atlético foi tomando conta do jogo aos poucos e chegou a encurralar o Grêmio, deixando o adversário e sua torcida nervosos. O visitante poderia ter empatado em pelo menos duas jogadas. Numa delas, Juninho concluiu por cima. Na outra, Robston chutou falta com perigo e exigiu boa defesa de Victor.

O Grêmio só saiu do sufoco num contra-ataque que deixou Borges livre para desviar a bola

do goleiro, aos 40 minutos.

FICHA TÉCNICA:

Grêmio 2 x 0 Atlético-GO

Grêmio – Victor; Gabriel, Vilson, Rafael Marques e Fábio Santos; Adilson, Roberson (Leandro), Douglas (Maylson) e Souza; Jonas (Lúcio) e Borges. Técnico – Renato Portaluppi.

Atlético-GO – Márcio; Victor Ferraz, Gilson, Daniel Marques e Thiago Feltri; Agenor (Robston), Pituca, Ramalho e Diguinho; Pedro Paulo (Juninho) e Carlinhos Bala (Anaílson). Técnico – René Simões.

Gols – Douglas, aos 7 minutos do 1º tempo, e Borges, aos 40 minutos do 2º tempo.

Árbitro – José de Caldas Souza (DF).

Cartões amarelos – Douglas, Victor Ferraz, Gilson, Agenor, Robston, Pituca e Diguinho.

Público – 22.758 (20.582 pagantes).

Renda – R$ 298.221,50.

Local – Estádio Olímpico, em Porto Alegre (RS).