O Grêmio defende a liderança do Grupo 5 da Copa Toyota Libertadores da América hoje, contra o Peñarol, em Montevidéu. Se ganhar, o time brasileiro terá dado um grande passo para a classificação para as oitavas-de-final e ficará a duas vitórias dos 12 pontos tidos como necessários para passar à próxima fase. Terá pela frente, ainda, dois jogos fora e dois no Olímpico. O Grêmio tem três pontos em apenas um jogo. O Pumas, do México, também tem três pontos, mas em dois jogos. O Bolívar, com um jogo, e o Peñarol, que estréia hoje, ainda não têm pontos.

O Tricolor não contará com o zagueiro Ânderson Polga e o ala-esquerdo Gilberto, machucados. O técnico Tite também substituirá o atacante Basílio, dando o lugar a Caio, que marcou dois gols no empate por 3 a 3 contra o Juventude, no sábado. O treinador quer um jogador capaz de atuar na faixa central do campo e de ser uma referência para o ataque tricolor na área adversária, algo que falta ao time há mais de um ano. Basílio costuma se deslocar em velocidade para os flancos, característica parecida com a de outro titular, Luís Mário.

As outras duas alterações do Grêmio foram determinadas por problemas musculares. Ânderson Polga voltou do amistoso da seleção brasileira contra a China como dores na coxa esquerda e será substituído por Adriano. Gilberto vem em tratamento há duas semanas e a posição tem sido ocupada com eficiência pelo ex-junior Douglas.

Grêmio x Peñarol

Grêmio: Danrlei; Adriano, Claudiomiro e Roger; Anderson Lima, Gavião, Tinga, Rodrigo Fabri e Douglas; Luís Mário e Caio. Técnico: Tite.

Peñarol: Elduayen; Turcios, Joe Bizera, De Souza e Fajardo; Fabián, Bengoechea, Canobbio e Pacheco; Jiménez e Estoyanoff. Técnico: Diego Aguirre.

Árbitro: Carlos Amarilla (Paraguai).