Uma vitória por dois gols de diferença sobre a LDU, do Equador, nesta quarta-feira, é tudo do que o Grêmio precisa para não ver o sonho de ganhar o terceiro título da Copa Libertadores acabar antes da fase de grupos. O duelo está marcado para as 22 horas, na Arena Grêmio, em Porto Alegre, que receberá a primeira partida oficial de sua história – o time tricolor começou o Campeonato Gaúcho jogando no estádio Olímpico.

Caso o time gaúcho vença os equatorianos por 1 a 0 (placar de sua derrota na partida de ida, em Quito), a decisão da vaga ocorrerá nos pênaltis. Qualquer outra vitória gremista por um gol de diferença classificará a LDU.

Aparentemente, o gramado do novo estádio gremista não está tão ruim quanto no dia de sua inauguração, em dezembro, mas ele ainda está bem longe de poder ser considerado um bom gramado. O técnico Vanderlei Luxemburgo sabe disso, mas quer que seus jogadores ignorem esse problema. “É a primeira chance de mostrarmos que a Arena é e será o nosso diferencial”, comentou o treinador gremista. “Nós temos de passar pela LDU com o gramado assim ou assado. Os adversários têm de se intimidar aqui. Não é um ambiente hostil, mas de pressão”.

A principal novidade do Grêmio será a presença do atacante chileno Eduardo Vargas no time titular. Ele participou da primeira partida saindo do banco de reservas.