O palco era inédito, mas a rivalidade foi a mesma de sempre. No primeiro Gre-Nal da história no novo estádio gremista, neste domingo, em Porto Alegre, o placar foi de 1 a 1. O clássico gaúcho, no entanto, teve bastante confusão, terminando com três jogadores expulsos: Jorge Henrique e Fabrício, do Inter, e Werley, do Grêmio.

O placar foi melhor para o Inter, que jogou na casa do rival e segurou o empate mesmo com as duas expulsões. Além disso, se manteve na frente na classificação do Brasileirão, agora com 19 pontos, ainda com três de vantagem sobre o Grêmio.

Jogando em casa, com o apoio da grande maioria da torcida na Arena Grêmio – apenas 1,5 mil torcedores do Inter puderam ir ao estádio -, o técnico Renato Gaúcho surpreendeu ao escalar o time com três zagueiros. Do outro lado, Dunga manteve a formação tradicional.

Com bola rolando, o Grêmio abriu o placar aos 19 minutos, quando o volante Willians cometeu pênalti em Kleber. O atacante argentino Barcos bateu forte, no canto, e fez 1 a 0. Mas a reação do Inter foi imediata: aos 21, o mesmo Willians se redimiu da falta cometida um pouco antes dentro da área e fez a jogada para Leandro Damião empatar o clássico.

O segundo tempo começou com um jogo truncado, com muitas faltas de ambos os lados. Nesse ritmo, o Grêmio tentava tomar a iniciativa, tentando pressionar, enquanto o Inter apostava mais nos contra-ataques.

O clima esquentou definitivamente aos 31 minutos, quando Jorge Henrique fez falta em Barcos e recebeu o segundo cartão amarelo, sendo expulso. O Grêmio, no entanto, não conseguiu aproveitar a vantagem de ter um jogador a mais. No tumultuado final de clássico, ainda teve tempo para um vermelho de cada lado, primeiro para Fabrício, do Inter, e, logo depois, para o gremista Werley.

 

FICHA TÉCNICA:

GRÊMIO 1 X 1 INTER

GRÊMIO – Dida; Werley, Rhodolfo e Bressan; Pará, Adriano (Ramiro), Riveros (Paulinho), Elano (Maxi Rodrigues) e Alex Telles; Kleber e Barcos. Técnico: Renato Gaúcho.

INTER – Muriel; Ednei (Fabrício), Ronaldo Alves, Juan e Kleber; Willians, Josimar, Jorge Henrique e D’Alessandro; Diego Forlán (Sccoco) e Leandro Damião. Técnico: Dunga.

 

GOLS – Barcos (pênalti), aos 19 minutos, e Leandro Damião, aos 21 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO – Fabrício Neves Correa (RS).

CARTÕES AMARELOS – Adriano, Willians, Bressan, Rhodolfo, Josimar, Jorge Henrique, D’Alessandro.

CARTÕES VERMELHOS – Jorge Henrique, Fabrício e Werley.

RENDA – R$ 1.926.065,00.

PÚBLICO – 37.434 pagantes (40.044 no total).

LOCAL – Arena Grêmio, em Porto Alegre (RS).