Para quem é apontado como o maior rival do Corinthians na briga pelo título do Campeonato Brasileiro, o Grêmio mostrou um futebol modesto, mas mesmo assim venceu o lanterna Atlético Goianiense por 1 a 0, nesta quarta-feira, no estádio Olímpico Pedro Ludovico, em Goiânia, pela 18.ª rodada – a penúltima do primeiro turno.

Apesar da valentia do time goiano, os gaúchos mostram mais força no final e marcaram o gol da vitória aos 37 minutos com o volante Michel, campeão no ano passado da Série B pelo próprio Atlético Goianiense. Ainda vice-líder, o Grêmio vinha de empate em casa com o Santos e agora totaliza 36 pontos, se mantendo oito atrás do líder Corinthians, que venceu o Atlético Mineiro por 2 a 0, em Belo Horizonte. O time goiano tinha batido fora a Chapecoense, soma 12 pontos e permanece na lanterna.

Sem vários titulares, como os atacantes Luan e Lucas Barrios, ambos machucados, o técnico Renato Gaúcho não se mostrou preocupado ao avisar que “tenho um grupo e quem jogar é titular”. Mas a sua estratégia não funcionou ao deixar três atacantes – Fernandinho, Everton e Pedro Rocha – contra cinco jogadores atleticanos no setor de meio de campo.

Esta diferença numérica significou o domínio em campo do Atlético Goianiense. Mas faltou ao time goiano qualidade no momento da finalização. Foram duas chances reais. A primeira aos 17 minutos, quando André Castro fez o levantamento para a área e Jorginho subiu nas costas de Leonardo e cabeceou para o lado da trave.

A melhor oportunidade saiu aos 25 minutos, quando Walter fez o giro em seu marcador e soltou a bomba de esquerda. O goleiro Marcelo Grohe rebateu e na sobra Andrigo dividiu com Cortez, que evitou o gol. Aos 40, outra chance. Jorginho cobrou falta em direção à grande área, a bola raspou na cabeça de Fernandinho e sobrou para a testada de Gilvan no travessão. Grohe já estava do outro lado e, desta vez, deu sorte.

Renato Gaúcho foi para o intervalo reclamando que a bola não ficava no campo de ataque gremista. Na verdade, o Grêmio não chutou uma bola com perigo para o goleiro Felipe Garcia, um mero espectador. Mas os dois times iniciaram o segundo tempo com as mesmas formações.

O Atlético Goianiense manteve a disposição de atacar, mas o Grêmio voltou mais adiantando e chegando com mais perigo à frente. Aos oito minutos, os gaúchos reclamaram de um pênalti quando Niltinho teria empurrado por trás Pedro Rocha.

Mas somente aos 20 minutos é que o Grêmio finalizou pela primeira vez, com Fernandinho invadindo a área pelo lado esquerdo. Ele chutou forte e Felipe Garcia rebateu para a defesa aliviar em seguida.

O Grêmio passou a gostar do jogo, valorizando a posse de bola. Por isso marcou seu gol no final, aos 38 minutos. Léo Moura fez o passe para Lincoln, que do lado esquerdo fez a inversão para a direita. Michel entrou em velocidade e completou com um leve toque para as redes.

Os dois times encerram o primeiro turno neste final de semana. No sábado, o Atlético Goianiense vai enfrentar o Fluminense, às 19 horas, no Rio. O Grêmio recebe o Atlético Mineiro no domingo, às 16 horas, em Porto Alegre.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-GO 0 x 1 GRÊMIO

ATÉTICO-GO – Felipe Garcia; André Castro, Roger Carvalho, Gilvan e Bruno Pacheco; Paulinho, Igor (Silva), Andrigo (Diego Rosa), Jorginho (Luiz Fernando) e Niltinho; Walter. Técnico: João Paulo Sanches (interino).

GRÊMIO – Marcelo Grohe; Leonardo, Bressan, Kanneman e Bruno Cortez; Michel, Arthur (Lincoln) e Ramiro; Fernandinho, Everton (Maicon) e Pedro Rocha (Léo Moura). Técnico: Renato Gaúcho.

GOL – Michel, aos 38 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Paulinho, Luiz Fernando, Igor e Gilvan (Atlético-GO); Michel e Kaunemann (Grêmio).

ÁRBITRO – Igor Junio Benevenuto (MG).

RENDA E PÚBLICO – Não disponíveis.

LOCAL – Estádio Olímpico Pedro Ludovico, em Goiânia (GO).