Com uma grande atuação do goleiro Victor, que parou o ataque adversário, o Grêmio goleou o Flamengo por 4 a 1, na tarde deste domingo, no Estádio Olímpico, em Porto Alegre. A vitória fez o time gaúcho chegar aos 28 pontos no Brasileirão, ultrapassando o próprio rival carioca, que ficou com 27.

Apesar do placar elástico do Grêmio, o destaque do jogo foi mesmo Victor, que fez pelo menos seis grandes defesas, impedindo que o Flamengo ameaçasse a vitória gremista. No fim, o goleiro do time gaúcho saiu ovacionado pela torcida presente ao Estádio Olímpico. “Acho que foi minha melhor partida”, comemorou.

Como Victor fez sua parte na defesa, os atacantes do Grêmio tiveram tranquilidade para marcar os gols. Assim, logo aos 15 minutos de jogo, o atacante colombiano Perea abriu o placar de cabeça. Mas, aos 25, nem o goleiro gremista conseguiu evitar o ataque do Flamengo, que empatou com Everton após passe de Adriano.

A partir do empate, o Flamengo passou a dominar o jogo, mas não conseguiu marcar outro gol. Tudo por causa de Victor, que fez mais três grandes defesas no primeiro tempo. Na segunda etapa, o goleiro gremista voltou a segurar o ataque flamenguista, abrindo espaço para o time gaúcho chegar à vitória.

Assim, o segundo gol gremista saiu aos 12 minutos, com o zagueiro Réver. Depois, o Grêmio teve dois pênaltis a seu favor. O atacante Jonas bateu ambos, aos 36 e aos 42, levando o time gaúcho à goleada. O Flamengo bem que tentou reagir, mas, diante da tarde inspirada de Victor, não conseguiu nada mais.

FICHA TÉCNICA:

Grêmio 4 x 1 Flamengo

Grêmio – Victor, Mário Fernandes, Léo, Rafael Marques e Jadilson (Bruno Collaço); Réver, Adílson, Túlio e Douglas Costa (Joílson); Jonas e Perea (Maylson). Técnico: Paulo Autuori.

Flamengo – Bruno; Aírton, David e Ronaldo Angelim; Everton Silva (Denis Marques), Lenon, Willians, Fierro (Camacho) e Everton; Emerson e Adriano. Técnico: Andrade.

Gols – Perea, aos 15, e Everton, 25 minutos do primeiro tempo; Réver, aos 12, e Jonas, aos 36 (pênalti) e aos 42 (pênalti) minutos do segundo tempo.

Árbitro – Paulo César de Oliveira (FIFA-SP).

Cartão amarelo – Joílson, Túlio, Jonas, Adílson, Emerson, David e Adriano.

Renda e público – Não disponíveis.

Local – Estádio Olímpico, em Porto Alegre (RS).