O meia Renato foi inscrito no Boletim Informativo Diário da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), nesta sexta-feira, e está liberado para defender o Grêmio no Campeonato Brasileiro. O jogador, de 24 anos, deverá ficar no time gaúcho até o final de dezembro deste ano.

Apesar da regularização, a Ponte Preta, time no qual o meia atuou antes de se transferir para o Al-Ittihad, da Arábia Saudita, ainda tenta reverter a contratação feita pelo Grêmio.

Nesta sexta, o clube paulista anunciou em seu site que o juiz Thiago Barbosa de Andrade, da segunda vara Trabalhista de Campinas, enviou ofício à CBF determinando a reintegração do jogador à Ponte Preta. O clube quer anular a negociação do jogador com o Grêmio por alegar que ainda não recebeu todas as parcelas da venda do atleta ao Al-Ittihad.

“Temos certeza que a CBF irá proceder atendendo a determinação judicial e aguardamos a reapresentação do Renato nas próximas horas”, disse o advogado do clube, Renato Ferraz Sampaio.