A ausência de Anderson Lima, artilheiro do clube na temporada, e a dificuldade de adaptação dos jogadores ao novo esquema são os principais problemas do Grêmio para enfrentar o Vitória, hoje, no Olímpico. Apesar de reconhecer que ainda não adquiriu o entrosamento necessário para deslanchar no campeonato basileiro, o time quer aproveitar o fator local para conquistar três pontos e não deixar que os líderes da competição disparem à sua frente.

Acostumado aos lançamentos longos, o Grêmio tem falhado nas jogadas de aproximação e toque de bola. E os atacantes continuam isolados e concluindo mal nas poucas vezes em que ameaçam o goleiro adversário. Os jogadores alegam que estão em fase de transição do 3-5-2 usado até março para o atual 4-4-2.

Enquanto o esperado entrosamento não chega, a suspensão de Anderson Lima é mais sentida. As cobranças de falta do lateral-direito tornaram-se uma eficiente alternativa para a pequena produtividade do ataque. A fórmula já funcionou cinco vezes neste ano e tornou o jogador o goleador do time na temporada. Tite só vai definir o substituto hoje, mas é provável que desloque o volante Gavião para a função.