Com o título já garantido pelo Cruzeiro, o Grêmio chega para as três últimas rodadas do Campeonato Brasileiro com um objetivo: confirmar a segunda colocação. Além de terminar na melhor posição possível no momento, o vice-campeonato garantiria a equipe gaúcha diretamente na fase de grupos da Libertadores, sem precisar passar pelo estágio preliminar.

“Pegamos a pré-Libertadores esse ano, diminuímos a pré-temporada e fazer isso, ter que entrar no ano de cara em uma decisão, não é legal. É um desgaste muito grande, físico e emocional. Então vamos dar o máximo para entrar na fase de grupos. Mas se não der, vamos buscar a pré-Libertadores mesmo”, comentou o volante Souza.

Em 2013, o Grêmio disputou a fase preliminar com a LDU e só conseguiu a classificação com uma vitória nos pênaltis, em Porto Alegre, após perder na ida, em Quito, por 1 a 0, e vencer na volta pelo mesmo placar. Para evitar que isso aconteça novamente, a equipe gaúcha depende apenas de si, já que é vice-líder do Brasileirão, um ponto à frente do Goiás.

“É bom saber que dependemos só da gente. Seja um ou dois pontos, estamos na frente. Vamos tentar manter, sabemos que não é fácil, mas a gente tem que fazer valer o que fizemos o ano todo. Estamos lá e não é à toa. Tem um trabalho, um esforço e precisamos mentalizar isso. Faltam três jogos para confirmar a segunda posição”, disse Souza.

Um dos trunfos para o Grêmio nessa reta final é o elenco praticamente completo à disposição do técnico Renato Gaúcho, ao contrário do que aconteceu durante boa parte do campeonato. Apenas Gabriel, que só volta em 2014, está fora, o que foi exaltado por Souza.

“É bom porque o pessoal está bem fisicamente, não tem ninguém no departamento médico, só o Gabriel. Isso facilita para o entrosamento, para o treinador escolher o que acha melhor para o time nestes três jogos. E que possamos vencer para terminar o ano com o segundo lugar”, apontou.