Se já não bastasse estar no chamado “grupo da morte” da Copa do Mundo – junto com Itália, Inglaterra e Uruguai – a seleção de Costa Rica tem mais um problema. Com quadros de gripe, o lateral-direito Michael Umaña e o lateral-esquerdo Junior Diaz treinaram em separado nesta terça-feira para evitar a propagação do vírus.

Apesar disso, o técnico colombiano Jorge Luis Pinto não está preocupado. Ele garantiu que ambos não correm risco de ficar de fora da partida de estreia no Mundial, contra os uruguaios, no próximo sábado, na Arena Castelão, em Fortaleza.

Se conseguirem se recuperar, tanto Michael Umaña, que joga no futebol da Costa Rica, quanto Diaz, atleta do Mainz 05, da Alemanha, devem começar o jogo como titulares diante dos uruguaios.

“Los ticos”, como são chamados os costa-riquenhos, chegaram para concentrar em Santos no início da madrugada desta terça-feira. Depois da atividade realizada pela manhã, eles terão esta tarde de folga e retomarão os treinamentos logo na manhã de quarta-feira.