Preocupados em não perder para se manterem longe dos times ameaçados pelo rebaixamento, Guarani e Atlético-PR não passariam de um empate sem gols e sem graça neste domingo, no Estádio Brinco de Ouro, em Campinas. Mas a persistência do atacante Mazola mudou a história do jogo. Ele marcou o gol da vitória do time paulista aos 39 minutos do segundo tempo.

O resultado deixou o Guarani com 29 pontos, em sétimo lugar, e fez prevalecer a força caseira do time campineiro – somou 13 dos últimos 15 pontos disputados no Brinco de Ouro. O Atlético-PR, com 28 pontos, é o oitavo colocado.

O Guarani começou o jogo em alta velocidade, já quase abrindo o placar no primeiro minuto. Márcio Careca fez o levantamento para a área e Ricardo Xavier desviou de cabeça. O goleiro Neto ainda tocou na bola, que, caprichosa, bateu na trave e saiu. O Atlético-PR, muito defensivo, só ameaçou aos 10 minutos, num chute de longe de Bruno Mineiro que passou perto do travessão.

A rigor, muito pouco aconteceu além disso. Na volta para o intervalo, o técnico bugrino, Vágner Mancini, fazia o alerta: “Temos que encurralar o Atlético, que está gostando do jogo. Daí eles fazem um gol e nos complica”.

O time atleticano voltou com duas mudanças. Vitor entrou no lugar do volante Oberdam e o apagado Netinho saiu para a entrada de Ivan Gonzalez.

No segundo tempo o jogo caiu de qualidade. Mancini ainda tentou ganhar velocidade com as entradas e Mário Lúcio e Diogo, respectivamente, nas vagas de Baiano e Ricardo Xavier. Mas não conseguiu. O Guarani, ao invés de impor seu ritmo de jogo, aceitou a lentidão dos visitantes. A falta de emoções e a baixa qualidade técnica tiraram da torcida a paciência. Gritos de protestos e vaias ecoaram pelo estádio.

Mas, aos 39 minutos, surgiu a individualidade. Mazola desceu para o ataque sozinho e contou com a falha de dois zagueiros que bateram cabeça. A bola sobrou para o próprio atacante bugrino, que, mesmo sem ângulo, chutou. O zagueiro Rhodolfo ainda viu a bola tocar em suas pernas e entrar.

Ambos os times voltam a campo na quarta-feira, a partir das 19h30, pela 22.ª rodada. O Guarani visita o Cruzeiro, que vem de quatro vitórias consecutivas. Já o Atlético-PR vai receber na Arena Baixada o Atlético-MG.

FICHA TÉCNICA:

Guarani 1 x 0 Atlético-PR

Guarani – Émerson; Rodrigo Heffner, Aislan, Ailson e Márcio Careca; Renan, Paulo Roberto, Baiano (Mário Lúcio) e Geovane (Ronaldo); Mazola e Ricardo Xavier (Diogo). Técnico – Vágner Mancini.

Atlético-PR – Neto; Leandro, Manoel, Rhodolfo e Paulinho; Chico, Oberdan (Vitor), Branquinho e Netinho (Ivan Gonzalez); Bruno Mineiro e Tiago Santos. Técnico – Paulo César Carpegiani.

Gol – Mazola, aos 39 minutos do segundo tempo.

Árbitro – Cláudio Francisco Lima e Silva (SE).

Cartões amarelos – Ivan Gonzalez e Chico.

Renda – R$ 63.336,00.

Público – 4.235 pagantes.

Local – Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP).