Rio – Após amargar sucessivos fracassos em suas tentativas de voltar às quadras, por causa das cirurgias no quadril, o tenista Gustavo Kuerten, o Guga, afirmou ontem que finalmente recuperou o desejo de se submeter à rotina diária do esporte, além da alegria em disputar as partidas. O tricampeão de Roland Garros participa, a partir de hoje, do Torneio dos Campeões da Copa Petrobras na arena montada na Praia de Copacabana.

?Agora a alegria vem prevalecendo. Tenho jogado em média 2 a 3 horas, até nos treinos, sem sentir nada. Mas é um momento em que preciso ter paciência?, disse Guga.

Sobre sua recuperação, Guga confessou ainda precisar se policiar para ficar livre de alguns ?vícios de movimentos?, que apareceram porque necessitava encontrar maneiras de atuar sem forçar o quadril. Assegurou ter continuado com o tratamento prescrito pelo fisioterapeuta Nilton Petrone, o Filé, de quem se separou por causa da ida do médico para o Santos.

Quanto ao futuro, Guga não quis fazer planos. Contou preferir ir se programando aos poucos e, apesar de querer, não assegurou sua participação nos Jogos Pan-Americanos do Rio, em 2007.

A estréia de Guga será contra o marroquino Younes El Aynaoui, de 35 anos, ex-top 14 do ranking da ATP. Estão na chave do tenista brasileiro o compatriota Flávio Saretta, além do argentino Diego Hartfield, atual 111.º do ranking. Na outro grupo, os principais nomes são o atual número 1 do Brasil, Thiago Alves, e o argentino Guillermo Canãs, ex-top 8.