O meia Gustavo Scarpa minimizou nesta sexta-feira o momento do Atlético Goianiense, que está na lanterna do Campeonato Brasileiro, e pediu atenção ao Fluminense para o jogo de sábado, às 19 horas, no Maracanã, pela 19ª rodada.

Em entrevista coletiva realizada nesta sexta, Scarpa avaliou até a derrota do adversário para o Grêmio, na quarta-feira, para reforçar a necessidade de atenção. “Estudamos o jogo do Atlético-GO contra o Grêmio e a dificuldade que eles impuseram foi muito grande. A gente sabe que não tem jogo fácil, independente da posição do time na tabela”, comentou o meia, avisando que o Fluminense precisa se impor no duelo.

“Temos que tentar impor o nosso ritmo, mas de uma forma organizada, para que eles não possam surpreender a gente amanhã (sábado)”, acrescentou. “A gente toma muito cuidado para que a posição na tabela não afete o psicológico do time, muitos estão disputando o primeiro Brasileiro. Acho que é extremamente importante termos o apoio de quem puder torcer por nós e acho que a experiência do Abel e da comissão técnica pode nos ajudar nesse momento.”

Sobre a posição no campeonato do Fluminense, que figura hoje 14º lugar, o meia ponderou que o time está a apenas seis pontos do G6 (zona de classificação para a Copa Libertadores) – e tem um jogo a menos que os rivais, pois ainda tem a disputar uma partida contra a Ponte Preta, pela 17ª rodada, adiada para a próxima quarta-feira, em Campinas. “A diferença das equipes que estão no G6 para a zona de rebaixamento é muito pequena. O campeonato está muito equilibrado esse ano.”

Scarpa falou ainda sobre o seu bonito gol no empate com o Sport, na quarta-feira, que encerrou seu jejum de pouco mais de três meses sem marcar. “É bom fazer gol, ainda mais um gol bonito. Espero que isso me dê mais confiança e que eu possa voltar a ajudar o Fluminense”, completou.