Depois de fazer uma corrida sofrível, o mexicano Esteban Gutiérrez terminou o GP da Itália de Fórmula 1 com uma punição que o levou para a última colocação da prova. Ele caiu do 19º para o 20º lugar por um toque na Lotus do francês Romain Grosjean no Circuito de Monza.

Com desempenho discreto em toda a corrida, o piloto da Sauber acabou se complicando ao acertar o carro de Grosjean. Pelo toque, levou como punição o acréscimo de 20 segundos no seu tempo final da prova.

Assim, perdeu uma posição na classificação e caiu para a última colocação. Por consequência, o sueco Marcus Ericsson, da Caterham, ganhou uma posição na classificação e escapou do último posto da corrida.

Antes de Gutiérrez, o dinamarquês Kevin Magnussen foi punido nos instantes finais da prova. O piloto da McLaren se envolveu em um incidente com o finlandês Valtteri Bottas, da Williams, e teve adicionado cinco segundos ao seu tempo final de corrida.

Desta forma, perdeu três preciosas posições na Itália. Caiu do 7º para o 10º lugar, desperdiçando pontos para sua equipe. Curiosamente, o dinamarquês já havia sofrido punição semelhante na etapa passada, na Bélgica. Lá saltou do 6º para o 12º lugar, ficando fora da zona de pontuação.

Confira a classificação final atualizada do GP da Itália:

1º – Lewis Hamilton (ING/Mercedes)

2º – Nico Rosberg (ALE/Mercedes)

3º – Felipe Massa (BRA/Williams)

4º – Valtteri Bottas (FIN/Williams)

5º – Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull)

6º – Sebastian Vettel (ALE/Red Bull)

7º – Sergio Perez (MEX/Force India)

8º – Jenson Button (ING/McLaren)

9º – Kimi Räikkönen (FIN/Ferrari)

10º – Kevin Magnussen (DIN/McLaren)

11º – Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso)

12º – Nico Hülkenberg (ALE/Force India)

13º – Jean-Eric Vergne (FRA/Toro Rosso)

14º – Pastor Maldonado (VEN/Lotus)

15º – Adrian Sutil (ALE/Sauber)

16º – Romain Grosjean (FRA/Lotus)

17º – Kamui Kobayashi (JAP/Caterham)

18º – Jules Bianchi (FRA/Marussia)

19º – Marcus Ericsson (SUE/Caterham)

20º – Esteban Gutierrez (MEX/Sauber)