Depois de uma turbulenta convivência com o alemão Nico Rosberg, o inglês Lewis Hamilton diz viver com o finlandês Valtteri Bottas, novo piloto da Mercedes, a melhor relação com um parceiro que já teve na Fórmula 1. Sem poupar elogios, o tricampeão da F-1 exalta a transparência e até o bom humor do novo companheiro de time.

“Eu acho que nós já temos o melhor relacionamento que já tive com um parceiro na categoria”, afirma o inglês, ao fim da primeira bateria de testes da pré-temporada, na Espanha. De segunda a quinta-feira, os dois pilotos dividiram o assento na Mercedes para testar o novo carro, maior e mais veloz do que nas últimas temporadas.

Hamilton avalia que ambos tiraram bom proveito destas primeiras atividades em razão da “transparência”. “Não há jogo entre a gente, apenas completa transparência. E eu gosto muito disso”, diz o inglês, sem esconder a surpresa com a boa convivência com o finlandês, que tem fama de frio.

“Eu estou aprendendo que ele tem um jeito próprio de se divertir. É muito espirituoso e surge com umas piadas muito engraçadas. É o tipo de coisa que você não espera de um finlandês”, afirma Hamilton, entre risos.

Preocupado com as mudanças no regulamento técnico da F-1, o inglês diz que vem trocando muita informação com o novo parceiro para ajudar em seu aprendizado. “Eu quero ter certeza de que estou dando toda a informação possível para que ele aprenda. E temos conversado muito na pista.”

Hamilton admite temer que as alterações nos carros deste ano possam acabar com o domínio na Mercedes no campeonato. “Eu não tenho certeza, mas acho que nunca uma equipe conseguiu manter a hegemonia em meio à mudança nas regras. E este é um grande objetivo nosso”, diz o inglês.