O Grande Prêmio Henrique Possolo, que marcou o início da Tríplice Coroa de éguas do turfe carioca, foi vencido por Que Fuerza, uma filha de Wild Event e Acess (Clackson), de criação e propriedade do Haras Santa Maria de Araras, dirigida por R. D. L. Santos, sob os cuidados de Roberto Morgado Neto. Chegaram nas posições imediatas Quadriglia e Qui Luce, ambas de criação do Haras Santa Maria de Araras, com Lira da Guanabara na quarta colocação. Que Fuerza assinalou 1?32?50 para os 1.600 metros, em pista de grama.

Normabelle

Outra boa atração de sábado, na Gávea, foi o Clássico São Francisco Xavier (Grupo l), reunindo animais de três e mais anos. Normabelle, uma filha de Punk e Bay City (Señor Pete), foi vencedora defendendo a farda do Haras Fort Champion, derrotando Super Duda e Great Galloper, que terminaram nas posições imediatas. Normabelle foi apresentada por H. Cunha e dirigida por A. Gulart, registranndo 54?92 para os 1.000 metros, em pista de grama.