O alemão Nick Heidfeld, da BMW Sauber, perdeu três posições no grid de largada do GP da China de Fórmula 1, neste sábado. O piloto foi punido após o treino classificatório por ter atrapalhado a volta do escocês David Coulthard, da Red Bull, na primeira sessão do treino.

Coulthard, que não se classificou para a segunda sessão, reclamou que o alemão prejudicou a sua volta. Com a decisão da organização da prova, Heidfeld pulou da sexta para a nona posição. Dessa forma, o alemão Sebastian Vettel, o italiano Jarno Trulli e o francês Sebastien Bourdais ganharam uma posição cada.

Mais cedo neste sábado, o australiano Mark Webber, da Red Bull, também foi punido. O piloto perdeu dez posições no grid, da sexta para a décima sexta colocação, por ter trocado o motor do carro.

Confira o grid de largada, após as punições:

1.º – Lewis Hamilton (ING/McLaren)

2.º – Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari)

3.º – Felipe Massa (BRA/Ferrari)

4.º – Fernando Alonso (ESP/Renault)

5.º – Heikki Kovalainen (FIN/McLaren)

6.º – Sebastian Vettel (ALE/Toro Rosso)

7.º – Jarno Trulli (ITA/Toyota)

8.º – Sebastien Bourdais (FRA/Toro Rosso)

9.º – Nick Heidfeld (ALE/BMW-Sauber)

10.º – Nelsinho Piquet (BRA/Renault)

11.º – Robert Kubica (POL/BMW-Sauber)

12.º – Timo Glock (ALE/Toyota)

13.º – Rubens Barrichello (BRA/Honda)

14.º – Nico Rosberg (ALE/Williams)

15.º – David Coulthard (ESC/Red Bull)

16.º – Mark Webber (AUS/Red Bull)

17.º – Kazuki Nakajima (JAP/Williams)

18.º – Jenson Button (ING/Honda)

19.º – Adrian Sutil (ALE/Force India)

20.º – Giancarlo Fisichella (ITA/Force India)