O lateral-direito Luisinho Netto encabeça a primeira lista de dispensa do Atlético em 2003. Ele e mais nove jogadores já estão fora dos planos do técnico Heriberto da Cunha e, a partir de agora, terá que procurar clube para jogar. Até os primeiros amistosos, outros jogadores ainda deverão deixar o CT do Caju para que o elenco fique com, no máximo, 28 jogadores.

“Ele não foi dispensado, só foi liberado para procurar clube, mas não vai treinar mais no CT”, confirmou o diretor de futebol, Antônio Carletto Sobrinho. A saída de Luisinho, segundo o dirigente, se deve ao número de atletas que o clube tem para a posição. “Não precisamos de três para a lateral-direita. Nós já temos o Alessandro e queremos dar a oportunidade ao David”, explicou. Segundo ele, esse enxugamento se deve à necessidade de trabalhar com um grupo coeso.

Além de Luisinho Netto, saíram Perdigão (deve acertar com o Santo André), Leandro, Marcos, Wálber, Paulo Santos, João Paulo, Claudinho, Jérson e Castorzinho. Alguns deles estavam apenas em fase de testes no clube, outros estouraram idade nos juniores e ainda outros foram dispensados por deficiência técnica mesmo (na opinião da comissão técnica rubro-negra).

Para elaborar a lista definitiva, Heriberto diz que vai levar em conta a qualidade. “O primeiro ponto é a qualidade técnica de cada um e, dentro disso, no contexto geral do atleta vou procurar formar uma equipe forte com jogadores que queiram permanecer no Atlético”, informou o treinador. De acordo com ele, os atletas que voltarem de empréstimos ainda não têm uma situação definida. “Vamos analisar, vamos observar alguns desses atletas e, se tiverem condições, ficarão.”

Saídas

Enquanto os jogadores ficam no batente no CT do Caju, o meia Kléberson prometeu voltar hoje aos treinamentos junto com seus colegas. Ele foi dispensado para tratar de seu casamento, que acontecerá no mês que vem. No entanto, dificilmente permanecerá no Atlético nesta temporada. “Ele está 99% fora do clube”, apontou Heriberto, que não conta mais com o pentacampeão. Seu destino, no entanto, ainda é um mistério.

Outro jogador que, inclusive, já limpou seu armário é Fabiano. O jogador está muito próximo de ser anunciado como reforço do São Paulo. As duas diretorias iniciaram negociação e nesta semana deve acontecer a definição. Já o zagueiro Wellington Paulo não deverá ir para o Vasco.

Ígor fica mais 3 anos na Arena

No final da temporada no ano passado, o zagueiro Ígor revelou à imprensa que seu contrato estava se encerrando e que gostaria de ficar mais um ano no clube. Era uma confusão do jogador que ainda tinha mais 365 dias de acerto com o Atlético. Vacinados pelo caso Fabiano, a diretoria aproveitou a vontade do atleta e sentou para discutir já a renovação de contrato.

A prorrogação do vínculo entre as partes acabou sendo de dois anos. O contrato, que era até 31 de dezembro deste ano, ficou para o fim de 2005. “As duas partes entraram em acordo e tudo deu certo para renovar por mais três anos. Isso é bom para um planejamento a longo prazo. Agora é entrar em forma na pré-temporada e depois ficar à disposição do treinador”, analisou o atleta.

Depois de Ígor, os dirigentes devem começar a pensar em reformar os contratos do zagueiro Gustavo, do volante Cocito e do meia Adriano. Os três têm vínculo até a metade do ano e estarão em plena disputa do campeonato brasileiro.