Desde que chegou ao Flamengo, Vanderlei Luxemburgo promoveu uma série de mudanças que fizeram o time sair da sarjeta e voltar a ser competitivo. Uma delas foi a substituição do goleiro Felipe por Paulo Victor. Cria da base flamenguista, o jogador de 27 anos agarrou a oportunidade e foi fundamental nos últimos triunfos.

Na última quarta-feira, antes da disputa de pênaltis que rendeu a classificação para as quartas de final da Copa do Brasil, contra o Coritiba, a equipe estava confiante no desempenho de Paulo Victor. Ele não decepcionou, ao pegar duas cobranças. Antes disso, o ele já havia defendido outra penalidade do Vitória, no domingo, pelo Brasileirão, quando o Flamengo ganhou por 2 a 1.

“Não é sorte. É competência, estudo e trabalho. A sorte aparece com o trabalho. A gente analisa quem vai bater”, afirmou Paulo Victor, ao comentar sobre os pênaltis defendidos. “Sempre me doei ao máximo e é gratificante o que estou vivendo hoje. Tenho que trabalhar e ter humildade sempre. Quanto mais você dá, mais você é cobrado”, completou.

Agora titular absoluto do time, Paulo Victor volta a defender a meta flamenguista neste sábado, diante do Grêmio, no Maracanã, pelo Brasileirão. O Flamengo é o nono colocado com 25 pontos e, se vencer, vai alcançar justamente o adversário gaúcho, que está em sexto lugar com 28.