Gonzalo Higuaín, herói da classificação da Argentina para a semifinal, ao fazer o gol da vitória sobre a Bélgica, superou um jejum de 83 dias sem marcar. Nesse período, teve de se recuperar de uma grave lesão muscular que prejudicou sua atuação nos primeiros jogos da Copa do Mundo.

Agora, está tudo superado. “Estou sentindo muita alegria. Sempre disse que estava tranquilo. O grupo merece isso, chegou um momento muito importante. Uma hora, o gol ia sair”, comemorou neste sábado o atacante, que foi artilheiro do Campeonato Italiano.

Higuaín teve participação discreta nos jogos anteriores. Sua principal participação havia sido o passe para Messi fazer o gol da vitória contra a Bósnia, no Maracanã, na estreia. Neste sábado, com Messi bem marcado e sem inspiração, Higuaín voltou a ser herói. Há 24 anos, a Argentina não chegava à semifinal de uma Copa do Mundo.

“Desde a primeira partida do Mundial estava calmo. Fiz o gol em um momento importante, colocamos a equipe na semifinal depois de 24 anos”. O próximo passo é chegar à final. “Há partidas e partidas, vamos tentar chegar até a final, porque há muito tempo não disputamos”, disse o artilheiro.