A partir das 19h30, no Tattersall do Tarumã, haverá jogo de arremate para as corridas de amanhã, possivelmente, com inclusão de páreos de Cidade Jardim. Esta modalidade de apostas, que vem acusando bom movimento, poderá ultrapassar a soma de 20 mil reais. O jogo de arremate, conforme já comentamos, serve como boa orientação para os apostadores, pois surgem muitas barbadas, inclusive de animais que não figuram entre os prováveis favoritos.

Pagamento de prêmios

Reunido com proprietários e criadores, o presidente do Jockey Club de São Paulo, Márcio Toledo, anunciou que os prêmios das corridas de Cidade Jardim, depois de dois meses, voltarão a ser pagos integralmente, de acordo com as normas da Lei do Turfe, 15 dias depois da data da corrida. Declarou, ainda, que o Jockey Club não vai mais subsidiar as despesas de transporte de animais, que ficaram a cargo dos proprietários dos cavalos inscritos. Os prêmios devido aos proprietários e criadores , no período de 8 de março a 8 de maio, poderão ser usados para pagamento de despesas com o clube, com exceção de apostas do Tele Turfe e do transporte de animais.

Déficit mensal

Adiantou o presidente do Jockey Club de São Paulo que, com as medidas tomadas, o déficit operacional, que era de R$ 1 milhão, baixou para R$ 700 mil. Declarou, ainda, que com a cobrança da taxa de condomínio sobre a utilização das cocheiras em Cidade Jardim, Chácara do Ferreira, Campinas e Cidade Jardim, independente de seu uso ou não, baixará o déficit do clube para R$ 400 mil.

Cobrança vai provocar reação

Temos a impressão que a cobrança da taxa de R$ 90,00 por box, inclusive por aqueles que não estão em uso, vai provocar muita reclamação entre proprietários e treinadores, que são donos de cocheiras. A situação financeira do Jockey Club de São Paulo, sem dúvida, é muito difícil sob o aspecto financeiro, mas esta cobrança vai provocar grande reação contra a decisão da diretoria do Jockey Club de São Paulo.

Jockey Club do Paraná

A entidade turfística local também enfrenta grave problema de ordem financeira, mas atualmente o maior problema é a falta de data para promoção de corridas todas as semanas. É possível que isto venha a ser resolvido, pois a o Jockey Club do Paraná está tentando promover duas reuniões mensais, além daquelas que estão sendo realizadas normalmente. No caso, a imagem do Tarumã substituiria a de Campos, recebendo apostas apenas das agências de São Paulo.