Milhares de holandeses concentram-se desde cedo no Terreiro de Jesus, centro histórico de Salvador, à espera do momento de seguir para o estádio da Fonte Nova, onde às 17 horas a seleção da Holanda enfrenta a da Costa Rica, pelas quartas de final da Copa do Mundo.

Os holandeses bebem, cantam e dançam ao ritmo do axé e de canções românticas de seu país transmitidas em alto volume pela aparelhagem instalada frente à centenária Igreja de São Domingos, um dos acessos ao Pelourinho, uma das mais belas atrações turísticas de Salvador.

Brasileiros e torcedores de outros países que permanecem em Salvador mesmo com a eliminação das seleções de seus países se enturmaram com os holandeses e participam da festança. Um dos pontos mais concorridos do Terreiro de Jesus é a barraca de quitutes baianos batizada de “Acarajé da Dilma”. Cada acarajé, carregado na pimenta e no camarão seco, sai a R$ 8. Os estrangeiros fazem fila.

Do centro histórico à Fonte Nova caminha-se por cerca de 20 minutos. O trajeto não é tão longo, mas é preciso subir pelo menos uma ladeira íngreme antes de chegar ao estádio.