O Brasil fechou com sete medalhas, sendo quatro delas de ouro, o Open de Miami de Judô, competição de menor valor do Circuito Mundial da modalidade. Neste sábado, no segundo e último dia do torneio, Hugo Pessanha garantiu o título na categoria até 100kg, enquanto Eduardo Bettoni ganhou na até 90kg.

Reserva de Thiago Camilo na seleção brasileira, Bettoni conquistou a terceira medalha de ouro dele em quatro etapas de Open na temporada. Aos 24 anos, começa a mostrar que pode ser no futuro o titular da categoria. Em Miami, foi privilegiado por uma chave curta, precisando fazer apenas três lutas. A final foi contra o também brasileiro Nacif Elias, que atualmente compete pela bandeira do Líbano.

Numa categoria acima, na até 100kg, Hugo Pessanha esquentou a briga pela titularidade e pela vaga nos Jogos do Rio/2016. Assim como Bettoni, ele também já tem três títulos de Open na temporada, mas ainda aparece atrás de Luciano Correa e Rafael Buzacarini, que tiveram oportunidade de competir em torneios que distribuem mais pontos.

Em Miami, Pessanha também fez apenas três lutas. Na semifinal, venceu João Gabriel Schlittler, que foi medalhista de bronze no Mundial de 2007, no Rio, no peso pesado, e agora volta ao Circuito Mundial por conta própria – nos Opens, qualquer atleta pode se inscrever.

Como a chave de mais de 100kg só teve quatro atletas, foi feito um quadrangular na semifinal. Daniel Barboza acabou com a prata. Entre as mulheres, Nadia Merli, que é reserva da seleção na categoria até 70kg, perdeu as duas lutas que fez.

^

Paraná Online no Facebook