Atendendo aos apelos da torcida, o Atlético voltou atrás e ontem anunciou a renovação do contrato do meio-campo Paulo Baier. Agora, o jogador, que completa 39 anos no final do mês, fica no clube até o final de 2014, quando irá encerrar a carreira.

Segundo o presidente do Furacão, Mário Celso Petraglia, o que fez a diretoria mudar de ideia foram justamente os pedidos dos torcedores pela permanência do ídolo, deixando claro que a escolha foi mais para agradar os atleticanos do que por uma decisão técnica. ‘A razão da nossa posição ter sido revista foi o pedido da torcida. As coisas não acontecem por acaso e ter a força e a energia da torcida nos fez refletir, pensar e tomamos essa decisão para a alegria de todos nós. Ele representa um ídolo, uma figura que tem todo o respeito e carinho da torcida. Não poderíamos não rever essa decisão. Mas tem uma única explicação: atendemos o clamor e o pedido da torcida’, declarou Petraglia.

Assim, a decisão acaba com uma queda de braço entre o atleta e a diretoria do Atlético. Após o Atletiba do segundo turno, quando marcou os dois gols da vitória por 2 x 1 sobre o rival, Paulo Baier anunciou que havia recebido a informação de que não iria renovar com o clube. Dois dias depois, em entrevista à ESPN Brasil, o presidente do Rubro-negro rebateu o meio-campista e ainda o cutucou, insinuando que ele não havia conquistado nado pelo clube. ‘Parece loucura, mas o que ele ganhou pelo Atlético? Nos melhores jogos nossos neste ano, depois da recuperação do Vágner Mancini, ele não estava em campo. Não sou contra o Paulo Baier, mas a nossa política é de renovação,de juventude. Ele disse que ia jogar só até o final deste ano, por isso renovamos’, afirmou Petraglia.

Na vitória do Furacão sobre a Portuguesa, no domingo passado, na Vila Capanema, quando o presidente atleticano apareceu no campo, a torcida gritou ‘Fica, Paulo Baier!’, pedindo a renovação do contrato. No entanto, o dirigente ignorou os apelos, mas teve de voltar atrás.