Geórgia Andrade
Afonso, atacante dos juniores do Atlético, reforça o Iguaçu.

Faltando 13 dias para o início do Paranaense 2008, duas equipes do interior já mudaram seus técnicos. Israel de Jesus, que estava no Iguaçu, de União da Vitória, foi para a Portuguesa, de Cambé, que tinha como treinador Toninho Vieira. Para o lugar de Israel de Jesus a diretoria do Iguaçu trouxe, novamente, Orlando Bianchini, que dirigiu a Pantera da Fronteira no Estadual deste ano.

O Iguaçu espera anunciar, nos próximos dias, novos reforços antes da estréia do campeonato, dia 9 de janeiro, diante do Paraná, em Curitiba. Até o momento a equipe de União da Vitória já tem 28 jogadores mesclando jovens atletas com outros mais experientes. Entre as novidades estão jogadores vindos das categorias de base do próprio Iguaçu, quatro ex-juniores emprestados pelo Atlético e alguns já rodados, como o volante Alex Lopes, ex-Atlético e Portuguesa-SP. Segundo Luilson Schwartz, diretor de futebol da equipe, ?outras quatro novas contratações podem ser definidas antes do início do Estadual?. ?Estamos buscando montar uma equipe competitiva?, disse o dirigente.

Sobre o relatório final divulgado pela comissão de vistórias de estádios da Federação Paranaense de Futebol – FPF, que vetou o Estádio Municipal Antiocho Pereira para o campeonato, a diretoria do Iguaçu disse que ?a medida foi exagerada?. ?A prefeitura está nos ajudando a realizar várias obras para a melhoria do local. Acredito que até a segunda rodada, quando jogaremos em casa -diante do Cascavel, o estádio estará liberado?, disse Luciomar Castilho, da assessoria do Iguaçu. A Autarquia Municipal de Esportes e a Prefeitura de União da Vitória, ambas entidades responsáveis pelo estádio, acompanharam a vistoria e já estariam tomando as devidas providências.

Entre as 15 exigências estão a construção de sanitários masculinos e femininos, além de bares em alvenaria para o público visitante; a instalação de alambrados com portões para a divisão do público local com os visitantes, bem como o isolamento de área restrita a acesso dos atletas e árbitros, entre outros.