Quando anunciou seu pedido de demissão como técnico do Valencia, nos últimos dias de dezembro, Cesare Prandelli reclamou que havia pedido dois reforços e que nem Simone Zaza, seu preferido para o ataque, havia sido contratado. Agora, com algum atraso, o clube espanhol confirmou a chegada do atacante italiano, que estava no West Ham.

“Queria Zaza no dia 27 (de dezembro na reapresentação do elenco após a folga de Natal) e minha surpresa foi quando cheguei de férias e Zaza não estava”, explicou Prandelli para justificar sua decisão, no mês passado.

Agora, Zaza vai servir ao técnico Salvador González Marco, o Voro, contratado para substituir Prandelli. E chega com a responsabilidade de tirar o Valencia da briga contra o rebaixamento. A equipe é 17.ª colocada, com 16 pontos, quatro a mais que o primeiro time na zona de degola.

Zaza se destacou pelo Sassuolo, passou pela Juventus e estava no West Ham, onde era reserva – não marcou nenhum gol. O jogador defende a seleção italiana, mas só começou a ser convocado depois da saída de Prandelli, em 2014.