Dinamarca e Inglaterra fazem hoje às 8h30 o segundo jogo das oitavas-de-final. Os dois time têm em comum o fato de terem conseguido a classificação em grupos nos quais os favoritos foram eliminados. Os dinamarqueses foram os primeiros colocados do grupo A, mandando a França de volta para casa. Já os ingleses foram os segundo colocados do grupo F, desclassificando a Argentina.

Na Inglaterra, o técnico Sven Goran Eriksson mantém Trevor Sinclair no lugar de Owen Hargreaves. “Não creio que Hargreaves possa atuar contra a Dinamarca, mas ele está se esforçando para recuperar a condição física. Pelo menos, é o único caso de contusão que temos no momento”, disse o treinador-assistente, Steve McClaren.

A Inglaterra tem o ataque menos positivo dos classificados para as oitavas-de-final. Marcou apenas dois gols em três jogos. Eriksson está consciente de que o time precisa melhorar neste aspecto, mas acha que o mais importante é o resultado final.

O atacante Michel Owen, que ainda não marcou, está com sede de gols.

Na Dinamarca, o técnico Morten Olsen tem mais problemas para definir a equipe que entrará em campo. O artilheiro Tomasson, com dores na virilha, o volante Tofting, que sente uma antiga lesão no pé direito, e o zagueiro Henriksen, com dores no joelho, são dúvidas para o jogo. Tomasson, está pessimista, mas quer enfrentar a Inglaterra.

“Estou deseperado para jogar contra a Inglaterra, mas, no momento, não consigo girar e virar, ou, sequer, correr em linha reta”, comentou o jogador, que já tem quatro gols no Mundial.

Ficha Técnica

Local: Niigata (Japão). Horário: 8h30 (de Brasília). Árbitro: Markus Merk (Alemanha). Dinamarca: Sorensen, Helveg, Henriksen (Heintze), Laursen, e Jensen; Gravesen, Tofting (Gronkjaer), Poulsen; Sand, Rommedahl, e Tomasson (Jorgensen). Técnico: Morten Olsen. Inglaterra: Seaman, Mills, Ferdinand, Campbell, e Cole; Beckham, Butt, Scholes e Sinclair; Heskey e Owen. Técnico: Sven Goran Eriksson.