Londres – O atacante inglês Jermain Defoe, do Tottenham, disse que a mordida que deu no argentino Javier Mascherano, do West Ham, no jogo de domingo, pelo Campeonato Inglês, não passou de uma bem-humorada brincadeira para reagir à falta que havia sofrido no fim do primeiro tempo.

?Quando o jogador do West Ham me fez a falta, reagi de uma forma brincalhona. Às vezes tenho esta mania?, afirmou Defoe. ?O árbitro estava em cima do lance, e se tivesse considerado que tinha feito algo errado, teria me expulsado.?

Exemplo

Os dois jogadores receberam o cartão amarelo. Defoe admitiu que sua atitude não foi correta. ?As imagens na televisão não foram boas. Sei que sou um exemplo para as crianças e tenho a responsabilidade de me conduzir corretamente, como sempre faço dentro e fora de campo.?

Após a mordida de Defoe, Mascherano ficou rolando no gramado, gemendo de dor, causando uma grande confusão, com direito a muitos empurrões entre os jogadores das duas equipes. O incidente desagradou ao ministro de Esportes britânico, Richard Caborn. ?Espero que as autoridades tomem alguma atitude?, disse o dirigente.

O Tottenham venceu por 1 a 0, gol de Mido. O West Ham sofreu sua sétima derrota consecutiva e segue sem vencer desde a chegada dos argentinos Mascherano e Tevez, ambos ex-Corinthians.