Ingo Hoffmann surpreendeu ao vencer ontem a quinta etapa da Stock Car, disputada com chuva no Autódromo Internacional de Curitiba, no Paraná. Ele completou as 31 voltas em 51min24s950 e conquistou a sua primeira vitória na temporada – a 76.ª da carreira.

O segundo colocado foi Hoover Orsi, seguido por Alceu Feldmann. Com o resultado, Cacá Bueno, que ficou com a quarta colocação, lidera com 96 pontos. Hoover Orsi está na segunda posição, com 57, e Duda Pamplona é o terceiro com 41.

Ingo Hoffmann largou em quarto lugar e logo foi para cima dos adversários, passando o líder do campeonato e pole position Cacá Bueno. Antes da largada, Luciano Burti, que ficou na terceira colocação na tomada de tempos, teve problemas e abandonou.

Na primeira volta, Cacá Bueno, Nonô Figueiredo e Ingo Hoffmann permaneceram nas primeiras colocações.

Na quinta volta, Ingo passou Nonô no final da reta dos boxes e assumiu o segundo posto. Na sétima passagem, Neto ganhou a terceira posição de Nonô. Depois de muita pressão, Ingo ultrapassou Cacá na 20.ª volta e assumiu a ponta.

"Fico extremamente gratificado por ser o primeiro piloto a vencer com um Mitsubishi. É mais um feito para a minha carreira", disse Ingo Hoffmann após a prova. O veterano soma 12 títulos na categoria.

Quem também comemorou o resultado foi Hoover Orsi, que venceu a etapa anterior, em Interlagos, e subiu no pódio pela segunda vez consecutiva. "O carro melhorou no decorrer da prova, mas tive dificuldades de visibilidade por causa da chuva." Além da chuva, a etapa foi marcada pelo elevado número de acidentes, rodadas e entradas do safety car.

O atual campeão, Giuliano Losacco, não teve sorte. Largou em nono, caiu algumas posições na largada, passou reto numa curva e voltou com muito atraso para a pista. Com o circuito mais seco, tentou uma estratégia arriscada e foi o único piloto a colocar os pneus lisos. A tentativa fracassou logo no início, já que foi obrigado a retornar aos boxes por excesso de velocidade no pit lane. Ele abandonou a corrida.

"Foi um fim de semana difícil. Decidi tentar algo diferente porque estava muito atrás e não tinha mais nada a perder", explicou Losacco. A próxima etapa da Stock Car será dia 28 de agosto, em Londrina, no norte do Paraná.

Júlio Campos ganha e abre vantagem na V8 Light

Em casa, Júlio Campos ganhou a segunda prova seguida no Brasileiro de Stock Car Light. Ontem de manhã, no Autódromo Internacional de Curitiba, o piloto da Full Time completou as 24 voltas em 41min25s304, com média de 128,45 km/h. O segundo colocado foi Paulo Salustiano. Christian Conde, o terceiro, subiu no pódio pela primeira vez nesta temporada. Com o resultado, Campos abriu vantagem na liderança, com 98 pontos, seguido por Luiz Felipe Gama com 69 e Salustiano com 68.

"A corrida foi muito boa. O começo foi difícil por causa da pista molhada e todos seguiram a minha trilha. A preocupação era me manter na pista, pois tinha uma vantagem boa para o Salustiano", disse o curitibano Campos.

Para aumentar ainda mais a segurança, a largada lançada foi dada com os carros em fila indiana, pois a pista estava molhada devido às fortes chuvas da noite e madrugada. Na primeira volta, Salustiano e Lico Kaesemodel passaram Conde.

"Larguei bem e consegui superar o Conde. Me aproximei do Júlio, mas não consegui ultrapassá-lo.

O toque entre nós não foi intencional. Ainda temos quatro etapas e muito trabalho para fazer", completou Salustiano.

Na terceira passagem, Campos perdeu rendimento e a primeira colocação para Jader David. O piloto da Carreira Racing permaneceu na ponta apenas por duas voltas, pois errou e foi parar na caixa de brita.

"Minhas primeiras quatro provas foram complicadas. Nesta etapa correu tudo bem. Tantos nos treinos quanto na corrida o carro estava rápido. Agora, acredito que temos um equipamento competitivo até o final do ano", disse Conde.

Kaesemodel rodou na 16.ª volta e provocou a entrada do safety car. A relargada foi dada na 17.ª passagem e Campos manteve a liderança até o final da prova.