Depois de um empate sem gols no tempo normal, o Internacional derrotou nos pênaltis o Peñarol, atual campeão uruguaio, neste domingo, em amistoso disputado no Estádio Atílio Paiva, em Rivera. Com a vitória nas penalidades, o time brasileiro levou a taça “Fronteira da Paz”.

No amistoso, que faz parte da intertemporada do time gaúcho, o técnico Celso Roth começou a partida com Pato Abbondanzieri; Nei, Bolívar, Índio e Kleber; Sandro, Guiñazu, Wilson Matias, Giuliano e D’Alessandro; Alecsandro. Depois do intervalo, o treinador promoveu as entradas de Bruno Silva, Fabiano Eller, Taison, Andrezinho, Leandro Damião e Oscar, que fez sua estreia na equipe.

A partida foi marcada pelas poucas chances de gol e pela retranca uruguaia. O Inter esteve mais perto de marcar, principalmente no final do segundo tempo. Leandro Damião acertou o travessão, de cabeça, aos 44 minutos. Em seguida, invadiu a área e bateu firme, mas parou nas mãos do goleiro Sosa.

A igualdade no placar levou o amistoso para os pênaltis. Taison e Kleber desperdiçaram suas cobranças, enquanto Abbondanzieri pegou os chutes de Guilhermo Rodríguez e Martinuccio. Na sequência, Oscar converteu, mas Andrezinho também perdeu sua finalização. Mas o Peñarol mostrou dificuldade nas cobranças. Alcoba bateu para fora e Diego Alonso parou no inspirado goleiro do Inter, que acabou vencendo por 2 a 1.