O Campeonato Paranaense 2012 pode ter dois campeões do interior. A afirmação pode ser um tanto confusa, mas, de acordo com o regulamento da competição, é totalmente possível de acontecer.

Desde o ano passado, foi implementado o Troféu RPC Campeão do Interior, disputado pelos clubes que não são de Curitiba (no caso Atlético, Coritiba e Corinthians) e que não forem para a final do Estadual. Em 2011, o Cianorte, então 4.º colocado na classificação geral, ficou com a taça, após bater o Operário, que terminou em terceiro, nos pênaltis. O título rendeu premiação de R$ 50 mil ao Leão do Vale.

Neste ano, o Cianorte está a uma vitória de conquistar o primeiro turno. Se isto acontecer, o time estará automaticamente na decisão do Paranaense e, consequentemente, fora da briga pelo troféu do Interior, além de já conquistar uma vaga na Série D do Campeonato Brasileiro 2012 e na Copa do Brasil 2013. Desta forma, as outras duas equipes do interior melhor colocadas na soma geral – hoje Arapongas e Toledo – fazem a disputa paralela pelo título simbólico, além de competirem com os outros sete times pela segunda vaga na Série D.

Com isso, se o Cianorte vier a vencer o Estadual, o Paranaense terá dois times do interior erguendo taças: um como campeão paranaense, outro como campeão do interior. A situação pode ficar ainda mais inusitada se outro interiorano faturar o segundo turno e, consequentemente, ir para a final contra o ganhador do primeiro turno. No regulamento publicado site da Federação Paranaense de Futebol não há nada que anule o Troféu RPC, uma vez que trata-se de um “campeonato” à parte e que não influencia em nada na competição, e nem mesmo dá vaga para algum torneio nacional – apenas um prêmio ao vencedor.

Assim, quatro times de fora de Curitiba fariam as decisões e a dupla Atletiba ficaria apenas olhando. Da mesma forma, o “melhor do interior”, mantendo-se a classificação como está atualmente, poderia ser até o sexto colocado.

O aspecto positivo neste cenário é que o futebol paranaense teria em 2013 cinco clubes na Copa do Brasil – os dois times do interior que fariam a final, mais Atlético, Coritiba e Paraná, que entrariam pelo ranking da CBF.