Não foi bem o que o Internacional queria, mas o time gaúcho gostou do resultado obtido nesta quinta-feira na altitude de 2.800 metros da cidade de Quito, a capital do Equador. O empate por 1 a 1 com o Deportivo Quito, pela segunda rodada do Grupo 5, deixa a equipe na segunda colocação da chave, com quatro pontos.

A liderança é do Cerro, do Uruguai, que também nesta quinta foi até Guayaquil, também no Equador, derrotou o Emelec por 2 a 1 e chegou aos seis pontos, com 100% de aproveitamento até o momento. A terceira colocação é do Deportivo Quito, com um.

Com um esquema mais defensivo, o técnico uruguaio Jorge Fossati imaginou o Internacional jogando nos contra-ataques. Seu plano até que funcionava bem, mas a defesa cometia alguns erros de posicionamento, que permitiam oportunidades claras de gol ao adversário. Como aos 16 minutos, quando Sorondo teve que tirar uma bola, chutada por Niell, quase em cima da linha do gol.

Pouco tempo depois, aos 33, não teve jeito de segurar o ímpeto equatoriano. Arroyo fez grande jogada pela ponta esquerda e cruzou na pequena área. O goleiro Abbondanzieri espalmou para a frente, Niell pegou o rebote e tocou para Minda completar para fazer o gol.

A desvantagem poderia enervar o Internacional, mas não foi o que aconteceu. Tanto é que aos 39 minutos saiu o gol de empate. Alecsandro chutou de fora da área e a bola bateu na trave esquerda de Ibarra. No rebote, Edu conseguiu dar um toque para Giuliano, que chutou rasteiro e cruzado no canto direito de Ibarra.

Na segunda etapa, a tônica da partida foi a pressão exercida pelo Deportivo Quito e os esporádicos contragolpes do Internacional. O time brasileiro foi mais feliz na sua estratégia e conseguiu o empate no Equador com a sorte e as boas defesas de Abbondanzieri.

Isso também graças ao bom senso do árbitro colombiano José Buitrago, que chegou a marcar um pênalti do goleiro argentino do Internacional para os donos da casa, aos oito minutos, mas voltou atrás após consultar um dos auxiliares e perceber que no lance foi o arqueiro que sofreu a falta dentro da área.

Na próxima semana, o clube gaúcho volta a atuar pela Libertadores e será novamente fora de casa. No Uruguai, na próxima quinta, tentará tomar a liderança do grupo contra o Cerro.

Ficha técnica

Deportivo Quito 1 x 1 Internacional

Deportivo Quito – Ibarra; Checa, Hurtado, Mina e Aguirre; Castro, Minda, Saritama e Arroyo (Donoso); Niell e Pirchio (Borghello). Técnico: Rubén Darío Insúa.

Internacional – Abbondanzieri; Índio, Sorondo e Juan; Bruno Silva, Guiñazu, Sandro, Giuliano (Wilson Matias) e Kleber; Edu (D´Alessandro) e Alecsandro (Taison). Técnico: Jorge Fossati.

Gols – Minda, aos 33, e Giuliano, aos 39 minutos do primeiro tempo.

Cartões amarelos – Aguirre, Mina e Hurtado (Deportivo Quito); Bruno Silva, D´Alessandro, Abbondanzieri, Juan e Alecsandro (Internacional).

Árbitro – José Buitrago (Fifa-Colômbia).

Renda e público – Não disponíveis.

Local – Estádio Olímpico Atahualpa, em Quito (Equador).