O lateral-direito Pedro, de 25 anos, e o volante Vinícius, de 23, foram apresentados ontem à tarde pelo Santos como reforços para a Libertadores e o Campeonato Paulista.

Os dois jamais jogaram no Paraná, porém confirmaram que estão vinculados ao Iraty, da Série C do Brasileiro, um dia depois de Vanderlei Luxemburgo ter lamentado que os clubes brasileiros tenham se transformados em ?barrigas de aluguel? de empresários.

?Já sabia da proposta do Santos antes de ser registrado pelo Iraty?, revelou Pedro, que tem contrato com o clube paranaense até 2009. Ele contou que 50% dos seus direitos federativos foram passados aos empresários Juan Figer e Teodoro Fonseca e que assinou com o Santos até abril, com opção para a renovação por mais de seis meses. ?Tive que ser vinculado ao Iraty para poder receber o meu salário, quando estava sem clube.?

Pedro começou no Palmeiras, em 1999, e foi para o Figueirense em 2003. Depois teve passagens pelo Vitória (2004), Internacional (2005) e Acadêmica de Coimbra, de Portugal (2005 e 2006).

Com Pedro e Vinícius, já são 11 jogadores do Iraty que foram contratados pelo Santos ao longo da história. O primeiro foi Arinélson, em 1997, na primeira passagem de Vanderlei Luxemburgo pelo clube. Na época, o técnico chegou a afirmar que o meia seria o futuro 10 da seleção brasileira. Porém, o jogador não chegou a se firmar nem como titular do Santos.

De 1997 a 2003, nenhum jogador do Iraty despertou o interesse santista. Mas bastou Luxemburgo voltar ao clube, em 2004, para o zagueiro Ávalos ser contratado. Ele foi o único naquele ano, porque o Santos ainda mantinha boa parte da base do time campeão de 2002 e ainda recebeu dois reforços de qualidade: o meia Ricardinho e o centroavante Deivid.

Ao retornar ao clube para a temporada de 2006, depois de um ano no Real Madrid, Luxemburgo abriu de vez a porta para as revelações do Iraty, levando para a Vila Belmiro Gilmar, Magnun, Galvão, Jardel e Cléber Santos, este último, o único que se firmou como titular. Depois ainda foram contratados Leandro e André Oliveira.