O atacante Adriano voltou a ser problema para o Corinthians. Depois de atuar como titular nos três últimos fins de semana, o jogador foi vetado pelo técnico Tite e não vai enfrentar o Guarani, neste sábado, no Pacaembu, quando uma equipe reserva será utilizada. Ele também não viaja para o México, onde o Corinthians joga quarta contra o Cruz Azul, pela Libertadores.

“O Adriano está fora da equipe e da concentração. Ele não treinou como gostaríamos, por isso está fora”, disse Tite, explicando por que surpreendeu a todos e não escalou Adriano nem mesmo para treinar entre os reservas no treino coletivo desta sexta-feira.

A explicação, porém, parou por aí. Visivelmente irritado com Adriano, Tite não quis dar continuidade ao assunto: “Peço para vocês (jornalistas) que não me perguntem mais a respeito do Adriano. Estou em um momento muito importante, o Corinthians é maior que

qualquer coisa, sigam a percepção de vocês. O futebol é uma coisa muito responsável, importante”, afirmou o treinador, tentando evitar qualquer declaração mais polêmica.

“Já estava programado em cima da evolução física, que ele tinha necessidade desse tempo maior. Também já estava predeterminado que ele não iria para o México. Não teve dedicação na semana como os outros tiveram”, criticou.

A decisão pela não utilização de Adriano, porém, não foi tomada apenas por Tite. Antes de conceder entrevista coletiva, o treinador se reuniu com o gerente de futebol Edu Gaspar, o diretor de futebol Roberto de Andrade, o diretor adjunto de futebol Diulio Monteiro e o preparador físico Fábio Mahseredjian.

Sem Adriano, Tite vai escalar Elton para fazer companhia a Willian e Emerson no ataque do Corinthians contra o Guarani. Assim, o time terá: Danilo Fernandes; Edenilson (Willian Arão), Marquinhos, Antônio Carlos e Ramon; Fernando Gomes, Ramirez e Douglas; Willian, Elton e Emerson.