Roma – A Itália muda de comando, mostra caras jovens, mas insiste em desgastar os nervos de seus torcedores. A ?Squadra Azzurra? teve ontem a estréia de Marcello Lippi, o técnico doméstico que conquistou o maior número de títulos nos últimos anos, mas volta de Reykjavik com derrota de 2 a 0 nas costas, que lhe foi aplicada pela inexpressiva Islândia. França e Holanda, também sob nova direção, não passaram de empate em amistosos que serviram de preparação para o início das Eliminatórias européias para a Copa de 2006.

Os noruegueses tiveram trabalho para empatar por 2 a 2 com a Bélgica em Oslo.

Resultado semelhante tiveram Suécia e Holanda, em Estocolmo. A França começou a viver nova era, após a aposentadoria de Zidane, Thuram, Lizarazu e Desailly. Na estréia do técnico Raymond Domenech, ficou no 1 a 1 com a Bósnia, em Rennes. Eficiente foi a Inglaterra. O English Team recepcionou a Ucrânia, em Newcastle, e fez 3 a 0 gols de Beckham, Owen e Wright-Phillips.

A Grécia surpreendeu a Europa, ao bater Portugal na final do torneio continental, mas não teve força para bater a República Checa em amistoso ontem e se consolou com 0 a 0 em Praga. Já a Espanha fez 3 a 2 na Venezuela, nas Ilhas Canárias, com gols de Morientes e dois de Tamudo.