Depois de perder o primeiro set de forma arrasadora, a Itália conseguiu reagir e ganhou dos Estados Unidos por 3 sets a 1 (14/25, 25/23, 28/26 e 25/22), nesta terça-feira, em Roma, pela terceira fase do Mundial Masculino de Vôlei. Com a vitória, a seleção italiana evitou a eliminação precoce e ficou perto da vaga nas semifinais do campeonato, precisando agora vencer a França nesta quarta.

Se perdesse nesta terça-feira, em sua estreia na terceira fase, a Itália estaria eliminada do Mundial, pois os Estados Unidos tinham vencido a França na véspera e já lideravam o Grupo O. Mas, contando com o apoio da fanática torcida que lotou o ginásio em Roma, a seleção italiana venceu os atuais campeões olímpicos e deu um grande passo para se classificar para as semifinais do campeonato.

Mas a vitória não foi nada fácil. No primeiro set, os Estados Unidos tiveram uma atuação impecável e, com destaque para o potente saque de Stanley, venceram por 25 a 14. Depois disso, porém, a Itália conseguiu encaixar seu jogo e virou para 3 a 1. O principal nome italiano em quadra foi o do oposto Fei, que somou 17 pontos, mas Savani também teve um papel decisivo, com 16 pontos marcados.

Em outro jogo desta terça-feira, Cuba confirmou o favoritismo e venceu a Espanha por 3 sets a 1, com parciais de 25/22, 15/25, 25/22 e 25/22. Com a derrota em Florença, a seleção espanhola já está eliminada do Mundial. Enquanto isso, os cubanos lideram o Grupo Q ao lado da Bulgária, com quem irão decidir a vaga nas semifinais em confronto direto que acontece nesta quarta.