Valquir Aureliano/Arquivo
Lio Evaristo, treinador do J.Malucelli: ?A campanha é um trabalho de todos no clube. Por isso chegamos a esta decisão?.

O J.Malucelli está pronto e escalado para a decisão. Após um 2.º turno invicto, a equipe promete surpreender e vai pra cima do Londrina, amanhã, às 20h15, no Vitorino Gonçalves Dias (VGD), em Londrina. O técnico Lio Evaristo já trabalhou no Tubarão, adversário desta final. No começo da sua carreira de treinador, em 1993, Lio começou sua trajetória nas categorias de base do Londrina. Após uma passagem pelo Atlético, Lio se diz muito feliz no Jotinha e espera presentear os torcedores com esse título. Confira abaixo o que o treinador do Jotinha disse para a Tribuna.

Tribuna: A que pode ser creditado esse crescimento do J.Malucelli neste 2.º turno?

Lio: É um trabalho de todos. Não temos destaques individuais, o coletivo vem fazendo a diferença. Há sete rodadas que jogamos sob pressão e isso ajudou muito os jogadores. A concentração dos atletas está cada vez maior e nos acostumamos a jogos decisivos. Acredito que a organização do clube e a tranqüilidade que a diretoria vem nos passando ajudaram muito nessa caminhada.

Tribuna: Quais as principais dificuldades que o Jotinha deverá enfrentar?

Lio: Os jogadores estão alegres, felizes e preparados naturalmente. Já passamos por muitas dificuldades durante o campeonato. A campanha foi surpreendente, ninguém apostava que seríamos campeões do returno.

Tribuna: O que o J.Malucelli deve fazer para não ser surpreendida?

Lio: Atenção acima de tudo. Não podemos deixar eles jogarem. Temos que atacar, mas com tranqüilidade. O Londrina tem o melhor plantel da Copa Paraná. São 18 jogadores de muito bom nível técnico e experientes. Mas acredito que o maior problema será mesmo a torcida, que deve lotar o VGD. Temos que ser inteligentes e não cair na pressão dos torcedores, que será muito grande. Com certeza será uma grande partida e não faltará emoção.

Brigando pra ser a quarta força

A história do J.Malucelli, antigo Malutrom, começou na década de 80, quando dois grupos de empresários de Curitiba, das famílias Malucelli e Trombini, uniram forças. Inicialmente a idéia era apenas promover jogos de masters. Porém, o que era para ser uma brincadeira, foi adquirindo dimensões maiores, e em 1994, foi registrado na Federação Paranaense de Futebol, o Malutrom. O feito mais importante do clube foi em 2000, quando foi o campeão do módulo verde e branco da Copa João Havelange, equivalente à Série C na época.

Sobre a batuta de Joel Malucelli, o clube vem conseguindo importantes parcerias dentro do futebol brasileiro. Recentemente, assinou um contrato de dois anos com o Vitória de Guimarães, de Portugal. Será feito um intercâmbio de jogadores do Jotinha para lá. O clube também está mandando seus jogos no seu estádio, o Janguitão, e não mais no Xingu, em São José dos Pinhais.

Tubarão espera lotar o VGD

A diretoria do Londrina quer 13 mil pessoas no VGD no confronto contra o J.Malucelli. Para isso, o clube está fazendo promoção no preço dos ingressos. O torcedor que comprar antecipadamente pagará apenas R$ 5. Na hora do jogo, os bilhetes custarão R$ 10. As cadeiras custam R$ 25.