O J. Malucelli está preparado pra encarar o primeiro desafio na largada da segunda fase do Campeonato Paranaense. O time do técnico Leandro Niehues tem pela frente o time de melhor campanha e que conquistou o direito de jogar todos os jogos em casa, o Atlético.

“Uma hora sabíamos que tínhamos que jogar lá. Então é tentar jogar e não dar bobeira. Quando tiver a posse de bola, procurar tocar e jogar, pois quando você tem a bola dominada, não corre risco de levar gol. O que não pode é se desfazer da bola”, alerta o técnico do Jotinha.

Para Leandro Niehues, o fato do Atlético jogar todas as partidas em casa é uma dificuldade a mais para os adversários.

“Antes o Atlético tinha uma média de 4, 5 mil torcedores na Arena, mas agora, com o programa dos sócios, cada jogo é no mínimo 15 mil pessoas. E o time do Atlético cresce muito com o apoio da torcida”, lembrou o treinador.

O único desfalque do J. Malucelli é o lateral-direito Saimon, que cumpre suspensão automática contra o Furacão.

O técnico Leandro Niehues não quis adiantar quem entra no seu lugar. “Temos algumas opções para trabalhar, mas ainda não defini quem substitui o Saimon”, destacou. Se ele optar por uma troca simples, Deivi deve ser o substituto.

“Meu time é equilibrado. Jogando em casa só levamos um gol e os outros 11, cinco foram de pênalti”, recordou o treinador.