Aliocha Maurício
William, mesmo caído, consegue passar pelo goleiro Danilo e fazer o 2.º gol do Jotinha.

O J. Malucelli manteve o embalo do trio de ferro e também resolveu bater nos times do interior. Jogando ontem à tarde, no Janguitão, no Parque Barigüi, em Curitiba, o Jotinha ganhou por 3 a 0 do Cianorte. Os gols foram de Cassiano, William e Daniel. O atacante Bruno Batata desperdiçou ainda um pênalti, defendido pelo goleiro Danilo, do Cianorte, que terminou a partida com 10 jogadores. O atacante Marquinhos foi expulso. Foi a segunda vitória do time do técnico Leandro Niehues, que soma agora sete pontos e encostou de vez no G-8. Já o Cianorte, do treinador Cláudio Tencatti, se mantém com cinco pontos em cinco rodadas.

Mas a história da partida de ontem no Barigüi poderia ter sido outra. Nos 10 minutos iniciais o domínio do jogo ficou por conta do Leão do Vale, que só não abriu o placar porque João Marcelo acertou uma cabeçada na bola que bateu no travessão, o goleiro Colombo, do Jotinha impediu em dois lances, e os atacantes do Cianorte erraram na pontaria.

Aliocha Maurício
Leandro Niehues, técnico do Jotinha, tira o grito da garganta.

O J. Malucelli começou a sair da pressão do time do interior e equilibrar a partida somente aos 13 minutos, depois de Rodrigo Crasso acertou um belo chute, para difícil defesa do goleiro Danilo. O lance acordou o time da casa, que passou a tocar melhor a bola. Aos 19 o primeiro gol do jogo. O lateral-direito Cassiano cobrou uma falta. O chute saiu forte, passou pela defesa, bateu no chão e enganou Danilo. Jotinha 1 a 0.

O Leão do Valle sentiu o golpe e deixou-se pressionar. Aos 27 foi a vez de William mostrar categoria. O meia do Jotinha recebeu um lançamento e partiu em velocidade para cima do zagueiro do Cianorte, que vacilou na jogada. William passou pelo goleiro e mesmo caíndo conseguiu empurrar para as redes: Jotinha 2 a 0.

Belo gol

No 2.º tempo o Cianorte parecia que poderia reagir. Ficou só na tentativa do primeiro lance, após a cobrança de Aldair. O meia Deílson, que havia entrado momentos antes quase desconta, acertando uma cabeçada. Colombo conseguiu espalmar e colocar para escanteio. Aos 13 minutos a ducha de água fria que frustou qualquer tentativa do Leão do Vale igualar a partida. O atacante Daniel recebeu um cruzamento na área, matou no peito e bateu de primeira, com estilo, no canto direito do goleiro Danilo. Belo gol. Jotinha 3 a 0. O placar só não aumentou porque aos 36 Bruno Batata foi displicente, e o goleiro do Cianorte eficiente ao conseguir espalmar a cobrança de pênalti.

Nessa altura o time visitante, que já estava com 10 em campo – Marquinhos tinha sido expulso aos 25 minutos do 2.º tempo, por revidar uma falta – viu também o treinador Cláudio Tencatti ser colocado para fora pelo árbitro, por reclamação.

Na próxima rodada o Jotinha tentará confirmar a sua ascensão no Estadual viajando para o oeste, onde enfrentará o Cascavel. Já o Cianorte vai pro noroeste para enfrentar o desesperado Paranavaí.

Campeonato Paranaense

1.ª fase – 5.ª rodada

J. Malucelli 3 x 0 Cianorte

J. Malucelli

Colombo; Cassiano (Saimon), Gustavo, Leonardo e Rodrigo Crasso; Cícero (Carlinhos), Leandro, Diogo e Willian, Bruno Batata e Daniel (Oliveira). Técnico: Leandro Nehues.

Cianorte

Danilo; Jederson (Getúlio), Diego, João Marcelo, Vagson (Marcelo Lopes); Fábio, Davi (Neilson), Aldair e Fernandinho; Edu e Marquinhos. Técnico: Cláudio Tencatti.

Local: Janguito Malucelli, Janguitão, em Curitiba.

Árbitro: José Ricardo Bigaski Stolle.

Auxiliares: Paulo César Mendes e Marco Antônio Fernandes.

Gols: Cassiano, 19?, e Willian, 27? do 1.º  tempo; Daniel, 13? do 2.º tempo.

Cartões amarelos: o reporter não anotou. Leandro (J), Fábio e Fernandinho (C).  

Cartão vermelho: Marquinhos aos 25 minutos do 2.º tempo.

Renda: R$ 1.620.

Público: 118 pagantes (173 total).