O Brasil teve desempenho brilhante na etapa de Ghent da Copa do Mundo de Ginástica Artística. Neste domingo, os atletas do País conquistaram cinco medalhas, com destaque para os ouros faturados por Diego Hypólito, na disputa do solo, e de Jade Barbosa, no salto.

Diego Hypólito, que não disputava uma etapa da Copa do Mundo há mais de um ano, retornou em grande estilo, ao vencer no solo, com 15,950 pontos, ficando à frente do chinês Zou Kai e do grego Eleftherios Kosmidis. No salto, Diego faturou a medalha de bronze, com 16,075 pontos. A disputa foi vencida pelo ucraniano Igor Radivilov, com 16,162 pontos, seguido pelo russo Anton Golotsutskov.

Na disputa feminina do salto, Jade Barbosa repetiu o domínio das eliminatórias, quando avançou em primeiro lugar, e venceu a disputa com 14,437 pontos. A também brasileira Adrian Gomes, que voltou à seleção brasileira seis anos após ser afastada por indisciplina e excesso de peso, faturou o bronze, com 14,012. A israelense Valeriia Maksiuta ficou com a prata.

Em sua volta a uma Copa do Mundo de Ginástica após mais de três anos de ausência, período em que sofreu com lesões e uma suspensão por doping, Daiane dos Santos faturou a medalha de bronze na disputa do solo, com 13,425 pontos. A ucraniana Mariya Livchikova, com 14,375 pontos, venceu a disputa, e a chinesa Wu Liufang ficou com a prata.

Arthur Zanetti foi o único ginasta brasileiro que se classificou para as finais da etapa de Ghent da Copa do Mundo a não faturar a medalha de ouro. Ele ficou em quarto lugar nas argolas, com 15,475 pontos. A disputa foi vencida pelo grego Eleftherios Petrounias, com 15,900 pontos. O chinês Luo Xuan e o holandês Yuri Van Gelder também subiram ao pódio.

A etapa de Ghent da Copa do Mundo foi a última antes da disputa do Mundial de Ginástica, que acontecerá entre os dias 8 e 16 de outubro, em Tóquio, no Japão, e será classificatório para os Jogos Olímpicos de Londres, em 2012.